Conselho Deliberativo suspende eleição e discute Copa Mato Grosso



 
Os conselheiros do Mixto estiveram reunidos no último sábado (30/08) para discutir gestão do clube e Copa Mato Grosso. Na reunião, o presidente do conselho Cristino Batista da Silva declarou aberto o processo de inscrição de chapa para a eleição da diretoria executiva e presidência do clube. Mas, antes de alguma chapa protocolar inscrição, os conselheiros decidiram suspender a eleição que estava marcada para o dia 6 de setembro. O motivo alegado é ganhar tempo para terminar o levantamento da situação do Mixto, quadro que seria apresentado aos candidatos à direção. 

Assim, a diretoria do Conselho Deliberativo segue provisoriamente respondendo como diretoria executiva, conforme a deliberação da assembleia:

"* O Conselho Deliberativo do Mixto suspende, temporariamente, o processo eleitoral da diretoria executiva e presidência do clube, para levantamento da real situação do Mixto: Dívidas, FGTS/Time Mania, Sócio Torcedor, patrimônio no CT Brasil Central e terreno do Centro de Treinamento.

* A diretoria do Conselho Deliberativo responde interinamente como diretoria executiva do clube até convocação de nova eleição e posse da nova diretoria."

A suspensão da eleição dá tempo também para articulações das forças internas do conselho. Há duas posições majoritárias sobre a gestão do clube: parte dos conselheiros defende montar uma diretoria baseada em integrantes do próprio conselho com foco no planejamento e divisão de tarefas, algo como o Conselho Gestor; outra parte dos conselheiros defende uma chapa com o ex-presidente e vereador Júlio Pinheiro à frente. 

Enquanto o impasse da administração do clube não se resolve, os conselheiros seguem tocando as coisas. Os mixtenses analisam uma possível parceria com um grupo empresarial do sudeste. Outra possibilidade de parceira seria uma empresa, também do sudeste, que teria interesse em entrar no mercado mato-grossense. 

Sobre a Copa Mato Grosso a posição é unânime de que o Alvinegro dispute a competição. Mas alguns conselheiros levantam a preocupação de ter antes uma estrutura financeira para não acumular mais dívidas. Uma possível saída seria um time baseado em garotos da categoria de base e atletas vindos de fora do estado por indicação de um técnico que mantém contato com clube e pode ser o treinador na Copinha.

Uma importante decisão foi aprovação da cota financeira de R$ 50,00 e R$ 100,00 que deve ser paga mensalmente por todos os conselheiros, sob pena de exclusão do conselheiro em caso de inadimplência duradoura. 

O Conselho volta a se reunir na próxima quarta-feira às 19h no auditório do Iromat para encaminhar as questões referentes a gestão do clube e a Copa Mato Grosso.

Mixtonet
01/09/2014