Gaúcho não renova contrato verbal e Mixto fica sem local para treinar. Diretoria vai atrás de um novo local.


Centro do treinamento do Gaúcho em Cuiabá (Foto: Robson Boamorte)partir desta terça-feira o Mixto não terá mais local para treinar. O CT do Gaúcho não estará mais disponível ao clube, já que o dono da área, o ex-jogador Luis Carlos Tóffoli, o Gaúcho, não quer  renovar com a diretoria. Com isso, o Tigre procura um novo local para trabalhar nesta reta final do Campeonato Mato-grossense. Restam duas rodadas para o término da primeira fase para a equipe escapar do rebaixamento. 
 
- Eu acho uma sacanagem que fizeram com a gente. Pagamos dois meses adiantado, um valor de R$ 12 mil, em que cheguei a tirar do meu bolso. Agora ele não quer mais. Disse que não assinamos contrato nem nada. Realmente só temos um acordo verbal, mas confiamos que poderíamos continuar lá, até porque não estamos devendo nada. Ainda realizamos melhorias na área, como a limpeza e pintura, etc - disse o presidente Paulo César Gatão. 
 
Mini-estádios, chácaras e campos de bairros estão sendo procurados pelo clube. O Mixto é o lanterna do grupo A com três pontos. No dia 11 de março, o time precisa da vitória contra o Poconé, no estádio Presidente Dutra. 
 
Neste final de semana, o ex-jogador Elias assumiu o comando da equipe depois da saída do treinador Flávio Barros, que não concordou com a imposição de dirigentes em escalar jogadores na partida com o Luverdense. 
 
A reportagem tentou contato com o ex-jogador Gaúcho, mas ele não foi encontrado. Mas uma das informações é que o Gaúcho vai comercializar a área porque está com problemas familiares.
 
Fonte: Globoesporte.com