25.1.18

JOGANDO MAL, ALVINEGRO SOFRE A TERCEIRA DERROTA NO MATO-GROSSENSE


Atacante Daday foi apresentado como solução para gols, mas não correspondeu em campo
Na noite quente desta quarta-feira, abrindo a terceira rodada do Campeonato Mato-grossense Martinello 2018, o mais tradicional clássico do estadual agitou as torcidas e os times. Inflamados pelas boas presença das torcidas nas arquibancadas, que fizeram uma animada disputa de grito e cantos, durante quase todo o jogo.

Desde o início do primeiro tempo, as duas equipes começaram o jogo buscando o gol adversário, mas o Operário, foi mais atuante, principalmente com a estreia do atacante Yuri, que foi regularizado no BID.

O primeiro lance mais perigoso, foi num ataque do Tricolor aos 9 minutos, mas balançou a rede pelo lado de fora.

Demonstrando mais poder ofensivo, a equipe varzea-grandense, voltou a ameaçar a defesa alvinegra aos 17 minutos, e num contra-ataque frustado aos 23 minutos, com a marcação do impedimento.

Durante uma tentativa de reação, o Mixto só teve uma real chance quase aos 30 minutos, mas numa dívida mais forte, o jogador Edu Maciel do Operário, teve que ser substituto por Becka.

No Intervalo, o Operário tentando manter a pressão e aumenta as chances de gol, substitui Tony e coloca o atacante Daniel.

Com o domínio do jogo, o Operário manteve a marcação no campo do Mixto, e em um cruzamento, aos 15 do segundo tempo, Peninha abriu o placar na Arena Pantanal para o Chicote.

Na tentativa de correr atrás do prejuízo, Souzinha, técnico do Mixto faz 2 substituições com menos de 5 minutos, primeiro com a entrada de Lorenzi no lugar de Diego, e a saída de Juninho por Vitinho.

 Com algumas chances criadas, mas sem muitas dificuldades, o goleiro Matheus seguro o Mixto, que fez sua última “cartada” aos 35, com a entrada de Pedro Sampaio, e a saída de Thiago.

O Operário teve a chance de definir o placar, nos acréscimos, mas teve o gol anulado num impedimento, e o placar final se manteve Mixto 0x1 Operário.
Torcida decepcionada mais uma vez
Ficha técnica

* Jogo: Mixto EC 0 x 1 CE Operário Várzea-grandense
* Competição: Campeonato Mato-grossense / 3ª Rodada / 1ª Fase
* Local: Arena Pantanal (José Fragelli), Cuiabá-MT
* Data: 20h45min, quarta-feira dia 24/01/2018
* Árbitro: Wagner Reway
* Assistentes: Gislan Antonio Garcia e Patrick Jehant da Mata
* Público pagante: 1.177 pessoas
* Público presente: aguardando...
* Renda: R$ 16.370,00
* Gol: Igor (operário) 14' 2ºt
* Escalações:
- Mixto: Vinícius Aguiar; Leandrinho, Guilherme, Matheus Ernandes e Leiker; Helbert, Juninho, Diego e Daday; Mateus e Thiago.
- Operário: Matheus Vinícius; Thiago Araújo, Rafael Caldeira, Lucas e Elber; Tony, Edu Maciel, Alan e Peninha; Junior e Yuri.

Fonte: Peterson Campos/Olhar Esportivo (texto). Ficha técnica e edição: Mixtonet
24/01/2018

7 comentários :

Dionei disse...

Fora Hélio Machado.... Suma do Mixto antes que voce e essa diretoria façam o Mixto sumir do futebol

Anônimo disse...

O Mixto não era para disputar esse campeonato, pois não tem as mínimas condições. Time fraco, desmotivado, uma gurizada sem preparo físico. Com isso a marca Mixto vai sendo cada vez mais desmoralizada. Que diferença deste jogo medíocre em comparação com os da década de 1970

BOA IDÉIA CAMISETAS E TATTO on 25 de janeiro de 2018 11:54 disse...

O Mixto mais uma vez vai brigar para não cair, a falta de planejamento a longo prazo, Hélio Machado é sem dúvida a única pessoa no Mixto que realmente tem conhecimento profundo de futebol, seu currículo e sua história no futebol provam isso, eu acho que está na hora de fazer uma faxina geral na Diretoria Executiva do Mixto, chega já provaram que não é a praia deles, Fora incompetentes

Anônimo disse...

o tecnico souza afundou o Cacerence agora vai afunda o Mixto

Anônimo disse...

Meu coração não está mais suportando tanto sofrimento. Ontem não consegui dormi, e o pior de tudo é que não vejo nada que me dê certeza que vamos sair dessa. Realmente o Hélio Machado é a pessoa que mais entende de futebol no meio dessa galera sem noção, chamada diretoria executiva, porém o mesmo está desatualizado. Não é possível ver um time como o AÇÃO, somente com jogadores da casa fazer uma campanha melhor que a nossa. E olha que não foi por falta de aviso. Bem antes do início do campeonato conversei com o Presidente Valter e disse a ele que o Hugo seria um bom nome para comandar o MIXTO, haja visto que o mesmo já disputou campeonato internacional como jogador e que mesmo foi o responsável pela subida do Dom Bosco para a primeira divisão do matogrossense e que conhece bem a boleirada, tanto isso é verdade que vem fazendo uma boa campanha com seu time. Do jeito que a coisa caminha, parece que este ano o MIXTO cai para a segunda divisão. O MIXTO não pode ser comandado por Gatão, Valter etc, precisamos de um Presidente de peso. Precisamos eleger uma diretoria executiva de verdade, para assim voltarmos a ser respeitados como time de futebol, conquistando resultado dentro de campo. Faço aqui um apelo ao presidente do Conselho Deliberativo para tomar as rédeas da situação, pois com Valter estamos fritos com certeza, ele é muito fraco.
PAULO SÉRGIO CUNHA- JD Leblon - Cuiabá-MT

ELSON SANTANA disse...

Mais um ano brigar para não cair , muito difícil essa situação do mixto ,entra ano sai ano não muda nada, não adianta fazer futebol sem dinheiro .o mixto precisa urgentemente de uma ajuda financeira se não vai ser sempre assim , o remo ,paisandu,Santa Cruz só subiram porque tinha grana e também todos os jogos a torcida marcava presença 20.000 30.000 torcedores , aqui em Cuiabá fazer futebol para 1.100 torcedores tem que ter grana mesmo no bolso .
Que pena o mixtão está desse jeito , já tivemos tanta grana mais não soubemos aproveitar .

Alisson disse...

Desde quando Helio Machado é o único que entende de que??? Com Hélio Machado o Mixto sempre teve elenco fraco. O Mixto virou apenas uma fonte de renda para esse sujeito. Ele foi presidente e nunca sequer conseguia patrocinio. Porem o Mixto consegue tanto patrocinio para basquete feminino, futsal e como não para o futebol profissional? Quem consegue patrocinio para esporte amador em nome do Mixto e por que a diretoria fala tanto em falta de recursos? Se a diretoria não joga pelo Mixto, a torcida não pode dar uma de bobinha para ficar achando que Helio Machado é salvador da patria. Com ele na diretoria de futebol, vejam onde o Mixto está. Zero ponto no campeonato.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!