Atenção! Ajude o Mixto apostando na TIMEMANIA e virando sócio torcedor. Clique no link: www.sociomixto.com.br

Diretoria avança em parceria para reedição da Lei Julio Pinheiro, que pode render R$ 600 mil para o clube


Torneio dos 300 Anos de Cuiabá também foi assunto debatido com a Secretaria de Cultura
Presidente do Mixto Fause, Secretário Vuolo e o vereador Toninho de Souza
O presidente do Mixto Esporte Clube, Fause Chauchar, se reuniu com o secretário de Cultura, Esporte e Turismo de Cuiabá, Francisco Vuolo, e com vereador Toninho de Souza na manhã desta segunda-feira (28) para o alinhamento da parceria da Prefeitura de Cuiabá com Mixto Esporte Clube. Na ocasião, parlamentar explicou sobre a iniciativa e de que forma ela será colocada em prática.

"O Mixto Esporte Clube é o time de maior torcida e títulos de Mato Grosso, estamos usando uma Lei que já existe, de autoria do saudoso Júlio Pinheiro, para ajudar o time. Tivemos o compromisso do prefeito Emanuel Pinheiro de que vai colocar em prática essa Lei, e nós estamos aqui, na secretaria, iniciando essa materialização, para que o Mixto tenha a garantia do apoio da Prefeitura e que o incentivo ao Mixto e Dom Bosco, que o prefeito provavelmente também irá ajudar, sejam beneficiados. Isso porque estamos juntos comemorando essa data marcante dos 300 anos da nossa querida Cuiabá”, pontuou o parlamentar.

O secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo, explicou os trâmites legais para que essa parceria seja realizada. 

“Estamos buscando instrumentos legais para aportar recursos e apoiar o futebol profissional do nosso estado, em especial os clubes de Cuiabá, como Mixto e Dom Bosco. Estamos trabalhando os aspectos legais, de que forma e como seria possível essa parceria, como por exemplo, questões orçamentárias e de valores, uma vez que estamos vivendo o tricentenário da nossa querida Cuiabá. O esporte faz parte de toda a tradição cuiabana, é uma paixão, e os clubes Dom Bosco e Mixto ao serem apoiados, estaremos ajudando aquilo que representou a história do nosso futebol”.

Toninho também falou sobre a possibilidade da realização de um quadrangular que vai somar com os eventos dos 300 anos da Capital. 

“Além do apoio ao Mixto Esporte Clube, poderá ser realizado um quadrangular entre os times daqui e de outros de fora, com casa cheia, e utilizando também a parte social, que seria a doação de alimentos não perecíveis. É o esporte sendo assistido e a população carente recebendo essas doações. Mixto e Dom Bosco representam o que tem de melhor do futebol histórico da nossa capital”. 

O presidente do Mixto Esporte Clube, Fause Chauchar, lembrou da trajetória do Mixto como o time que representa historicamente a capital de Mato Grosso. 

“Essa parceria vai ajudar muito, o Mixto, o Tigre da Vargas faz parte da história de Cuiabá, foi fundado em 1934, queremos com essa parceria resgatar o nosso futebol. Fizemos um grande investimento no time para que ele volte a conseguir novamente grandes títulos”, pontuou.

Entenda a Lei

A Lei Nº 5.523 de 16 de janeiro de 2012 ficou conhecida como a Lei Julio Pinheiro, e autorizava o município a repassar R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) aos clubes profissionais de Cuiabá, com percentuais divididos de acordo com a tradição de cada agremiação. Do montante, segundo a Lei, 60% deveriam ser destinado ao Mixto, ou seja, R$ 600 mil. O restante seria dividido também proporcionalmente aos demais clubes. Atualmente, dos clubes cuiabanos, somente o Dom Bosco mantém em atividade o futebol. Apesar da Lei citar o Cuiabá Esporte Clube, o mesmo não poderia receber os recursos pois a legislação impediria repasses públicos a empresas ou entidades com fins lucrativos. 



Fonte: Site Oficial do Mixto (texto e foto). Mixtonet
29/01/2019