Torcedores se articulam para aumentar apostas e repasses para o Mixto na Timemania

0
MixtoNet

Marque o Mixto como time do coração na Timemania

Rebaixado à Segunda Divisão do Campeonato Mato-grossense e amargurando uma crise que dura décadas, seria normal o sumiço da torcida alvinegra. No entanto, mesmo sem calendário confirmado para o ano, a torcida mixtense está engajada para resgatar o clube.

Uma das estratégias adotadas é aumentar as apostas na Timemania — jogo de loteria organizado pela Caixa Econômica Federal — resultando em um repasse financeiro maior para o clube.

Torcedores montaram um grupo na rede social WhatsApp e têm impulsionado uma série de ações para impulsionar as apostas. Somente na semana passada, o agrupamento realizou 450 jogos!

O sistema de apostas divide os repasses aos clubes participantes de acordo com grupos de desempenho. O Branco e Preto ocupa a 45ª colocação em número de palpites e está posicionado no grupo que recebe 13% do valor destinado, cerca de R$ 110 mil por ano. Se conseguir chegar ao patamar dos 40 mais apostados, sobe para o grupo que recebe 22%, que representa cerca de R$ 700 mil por ano.

Um dos impulsionadores da campanha é o Sargento Joelson — presidente do Conselho Deliberativo e vereador pela Capital, que explicou como a movimentação da torcida pode fazer o Mixto subir de nível na Timemania e ajudar a pagar suas dívidas.

"Nós estamos 20 mil apostas atrás do 40º colocado que é o Bangu. Nunca chegamos a estar tão perto assim. Em 2018 ficamos 138 mil apostas atrás do 40º colocado. Ano passado, com a campanha que fizemos, diminuímos para 65 mil apostas a diferença. Esse ano estamos terminando o sexto mês e estamos a 20 mil apostas de distância na parcial do mês. Então, muito provavelmente, se continuar assim vamos chegar no final do ano com 40 mil apostas atrás do 40º. Ou seja, nós teremos que fazer 40 mil apostas a mais do que vem sendo feito para sairmos do patamar de receber R$ 110 mil por ano e passar para R$ 700 mil por ano”.

Segundo Joelson, o Mixto tem melhorado bastante no ranking, mas é necessário aumentar o ritmo de apostas para chegar ao objetivo.

“Eu fiz uma conta, nós precisávamos fazer por semana 1.500 apostas a mais. Se fizéssemos isso chegaríamos no Bangu no final do ano. Para vocês verem que não é impossível e nós podemos mudar de patamar, com certeza, se todo mundo estiver imbuído”.

Criado há uma semana, nesta sexta-feira (03) o grupo já contava com 42 apostadores mixtenses. Entretanto, a meta é aumentar a quantidade de participantes no projeto.

“A ideia é colocarmos 100 pessoas nesse grupo, que queiram jogar. Não precisa ser somente no bolão, cada um pode jogar individualmente. A meta é ver se nós consigamos por semana fazer esses 1.515 jogos. Aí, só nós, só esse grupo, já faria o Mixto pular de R$ 110 mil por ano para R$ 700 mil por ano de arrecadação. Colocando o Mixto em outro patamar”, concluiu o Sargento.

O advogado do Mixto, Vinícius Falcão, ressaltou essa via como um instrumento acessível para resgatar a agremiação.

“É uma estratégia viável o Timemania. Com esses recursos, podemos fazer com que os reclamantes aceitem receberem parcelado, com o valor que cai. Somado ao percentual de 20% de patrocínio e 40% de prêmios da CBF acordados em Ato”.

Os recursos oriundos da loteria caem direto em uma conta administrada pela Caixa Econômica e é destinada prioritariamente para o pagamento de dívidas, sem a possibilidade dos gestores do clube sacarem para outro fim.

Para participar do grupo de mixtenses apostadores na Timemania e dar sua parcela de contribuição no projeto, acesse o link: https://chat.whatsapp.com/E1subL3FjImLPeeEN6W8HJ

Veja como apostar: https://is.gd/r6DZt9

Nenhum comentário:

Postar um comentário