quinta-feira, 8 de abril de 2010

MIXTO MUDA DE POSTURA NA PREPARAÇÃO DA PRÉ TEMPORADA

6
O supervisor geral do Mixto, Luiz Carlos Tóffolil, o Gaúcho, confirmou jogos amistosos nos estados de São Paulo e Santa Catarina na preparação do time visando o Campeonato Brasileiro da Série D. Sem precisar a quantidade de partidas fora de Mato Grosso, ele afirmou que o objetivo é evitar os erros cometidos na pré-temporada elaborada pelo técnico Roberto Cavalo ao Estadual. Segundo o ex-jogador, toda preparação, incluindo os amistosos, terá a duração de dois meses.

A reapresentação do grupo está marcado para o próximo dia 3 de maio. A Série D está marcada para iniciar no dia 18 de julho, uma semana após a realização da Copa do Mundo na África do Sul. Antes do pontapé inicial, Gaúcho e a comissão técnica liderada por Luiz Carlos Barbieri desejam realizar uma preparação forte, o que diminuiria em muito o risco do time pegar entrosamento dentro da competição nacional.

"O nosso desejo é fazer tudo diferente do que foi feito para o Estadual. Queremos uma preparação forte, sólida em que a equipe entrará em condições de jogar de igual para igual com os adversários", comentou Gaúcho, que prevê a realização de amistosos pelo interior de Santa Catarina.

Ao permanecer na elite do futebol mato-grossense ao escapar do rebaixamento à Segunda Divisão, o Mixto está adotando novas medidas sob comando de Gaúho, hoje na condição de homem forte do futebol profissional do clube. A sua primeira medida foi implantar o teto salarial até em R$ 10 mil.

"Acabou aquela história de super-salários. O nosso teto está dentro da realidade do futebol profissional de Mato Grosso", afirmou.

Um dos fundadores do Cuiabá Esporte Clube, o ex-atacante do Flamengo ressaltou também o fim da era da política de investimento em jogadores renomados, os chamados medalhões do futebol brasileiro.

"O único que tem mais ou menos um nome aqui sou eu. A partir de agora iremos apostar em jogadores competitivos que busquem algo na carreira".

Nesta linha, o Mixto manteve 14 jogadores do grupo que disputou o Mato-grossense. De cinco a seis jogadores vão vir de outros estados. De oito a dez atletas serão contratados dos clubes de MT, que estão disputando a segunda fase do Estadual. Há interesse em jogadores do União, Vila Aurora, ambos de Rondonópoilis, Luverdense, Sorriso e Barra do Garças. Por coincidência, Gaúcho não citou o Operário, rival do Mixto e é um dos times que está disputando uma das quatro vagas à semifinal do campeonato.

Antes mesmo da participação do Alvinegro da Vargas no Estadual, a diretoria já havia acertada as contratações do lateral-esquerdo Cleiton, que está retornando após participar da campanha do Brasileirão da Série C do ano passado, do zagueiro Diego Prado, ex-Cuiabá e Operário e hoje está no Grêmio Prudente disputando o Paulista e o preparador de goleiros Valter Bahia, que também esteve no clube em 2009 com técnico Marcelo Villar.

08/04/2010
fonte: Luiz Esmael /A Gazeta
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado por torcedores. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: contato@mixtonet.com

6 comentários:

  1. Desta forma deve ser feita a preparação, com antecedencia,amistosos,contratações bem definidas,porém com o time montado,se tiver a oportunidade de ter um jogador diferenciado em forma,que pode ate chamar público no estádio deve ser contratado,e tem vários no mercado.

    ResponderExcluir
  2. sugestao o meia do america mg jaozinho muito bom podia ser nosso camisa 10 e o atacante do paulista um menino q era do sao paulo mazola eu acho q esse o nome dele muito bom tbem

    ResponderExcluir
  3. Essa história de jogador de renome pra chamar a torcida tem que ser exterminada, execrada e esquecida. O time que chama torcida é o time que vence e que convense. Figurões nunca mais ...afff.... Acorda Elber

    ResponderExcluir
  4. Francisco voce não entendeu ben,ou não ficou claro,eu não disse jogador Figurão como já tivemos antes,e sim jogador diferenciado,que fatalmente desequilibra a partida,o Joao Paulo citou dois bons exemplos,certo?

    ResponderExcluir
  5. Jogadores diferenciados foram vistos no torneio copa são paulo,jovens, vários buscando um lugar no futebol,Tinga da ponte preta é um deles,seria barato antes,agora vale muito,Ricardo atacante do Oeste,outro exemplo,nosso futebol é seleiro de bons jogadores basta garimpar bem.

    ResponderExcluir
  6. Pessoal, o jogador Joãozinho do América mineiro, citado meia, na verdade é centroavante. Ele é filho do antigo pnta esquerda Joãozinho do Cruzeiro. Sobre o zagueiro citado na matéria, seu nome é Diego Barros e não "Prado". Este atleta nã está no Grêmio Prudente como informado. O atleta desta equipe, também zagueiro, se chama Diego Giareta. Abraços à nação Mixtense.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!