sábado, 17 de abril de 2010

Presidente do Vila Aurora denuncia o Mixto por assédio aos seus jogadores

1
O presidente do Vila Aurora, José Carlos Filho, não poupou críticas ao supervisor geral do Mixto, Luiz Carlos Tóffoli, o Gaúcho. Ele denunciou o assédio que seus jogadores sofreu do ex-jogador do Flamengo momentos antes do jogo de ida da fase semifinal diante do União.

Ao classificar a atitude de antiética, o dirigente afirmou que durante a concentração do grupo atletas como os atacantes Zumbi, Coelho, o volante Carlinhos, o lateral-direito Raul Prata e o zagueiro Duda receberam várias ligações de Gaúcho propondo proposta para assinar com Mixto visando o Campeonato Brasileiro da Série D.

Segundo José Carlos, a procura, além de ter sido inoportuna, chegou a tirar a concentração dos profissionais ao clássico diante do maior rival no futebol profissional de Mato Grosso.

Em entrevista a Rádio CBN-Cuiabá há uma semana, o diretor alvinegro chegou a revelar a estratégia de desmontar o time do Vila Aurora prevendo que o time pode ser um adversário direto no torneio nacional.

Procurado pela reportagem na tarde de ontem, Gaúcho negou que tenha procurado os cinco atletas do atual campeão da Copa Mato Grosso. Ele denominou a denúncia do presidente do Vila Aurora como "conversa fiada".

"Como que eu vou procurar jogadores, ligar e oferecer salário, sem ter aval do pessoal da Afam. É tudo mentira do presidente do Vila. Não tenho nada para oferecer a alguém nesse momento", disse o dirigente mixtense.

Mas o supervisor geral do Alvinegro da Vargas reafirmou interesse em vários jogadores do Vila Aurora. "O meu interesse é o interesse de outros clubes nos jogadores do Vila Aurora. Mas não liguei para nenhum jogador que estava concentrado. Isso não procede", frisou.

17/04/2010
fonte: Luiz Esmael/A Gazeta
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

Um comentário:

  1. Bom Dia, estou fazendo uma campanha para que o campeonato brasileiro da Série D passe a contar com 64 clubes. Além dos 4 clubes rebaixados da série C do ano anterior e dos 36 clubes indicados pelas Federações Estaduais. O torneio passaria a contar com os 4 clubes eliminados na fase quartas de final do torneio anterior além dos 20 melhores classificados no ranking nacional de clubes da CBF. Gostaria de saber a opinião dos senhores sobre o assunto e se possível a divulgação da idéia.
    GRATO
    Antônio de Pádua Carneiro Junior

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!