domingo, 4 de abril de 2010

Que fim levou: Adriano Gabiru (ex Mixto) continua desempregado

2
Desempregado, herói do Mundial do Inter não tem onde treinar

Gabiru era promessa de gols no Mixto
Passe de Iarley, chute cruzado da esquerda e Adriano Gabiru, que era reserva, dá ao Internacional o primeiro e único título mundial da história do clube. Isso foi em 17 de dezembro de 2006, cinco anos após o meia ter conquistado o inédito Campeonato Brasileiro pelo Atlético-PR.

De lá para cá muita coisa mudou. Com um currículo que poucos têm, com dois títulos tão importantes e passagens pela Seleção Brasileira, Gabiru não é mais a sombra do que fora. Com 32 anos, enfrenta uma fase nada animadora. Um ídolo deixado de lado, sem ter onde treinar para manter a forma até que encontre um novo clube.

O último trabalho se encerrou em fevereiro desde ano. Depois de 30 dias jogando pelo Mixto-MT, foi mandado embora e agora espera pelo fim dos campeonatos estaduais para tentar voltar aos gramados. "A cada dia o mercado tem mais gente nova. Tem empresário botando muita molecada e está fechando o ciclo. Já tive muitas propostas de outros clubes, mas não eram boas e agora vou aguardar para ver se arrumo alguma coisa", tentou explicar o meia, em entrevista exclusiva ao Terra.

Morando em Curitiba, Adriano Gabiru diz que procurou pelo Atlético-PR para poder utilizar o Centro de Treinamento do Caju para manter a forma e reclama que teve as portas fechadas pelo presidente Marcos Malucelli. A conversa aconteceu em janeiro e, desde então, ele aguarda pelo retorno do mandatário.
"Conversamos, deixei meu telefone, ele disse que iria me retornar e nunca mais ligou. Ainda estou esperando. O encontro não foi muito agradável, não. Fico triste, porque foram muitos anos de Atlético, pela história que tenho e praticamente ele não teve consideração, respeito, não me deixando entrar no CT para treinar", lamentou Adriano.

O presidente rubro-negro tem uma versão um pouco diferente, mas é claro quanto a um possível retorno de Gabiru ao Atlético-PR. "Isso não é verdade. Eu disse que ele até poderia, mas ele foi para o Mixto e não me procurou mais. Ele pode ir lá para manter a forma, sem problema nenhum, sem custo algum. Mas que ele não crie expectativa de ser contratado porque não interessa como jogador", destacou Malucelli.

Para não polemizar ainda mais a história, Gabiru diz que vai se virando como pode. Fazendo corridas em parques e sobrevivendo com o dinheiro e os investimentos conquistados nas boas fases da carreira.

Seu último grande clube foi o Internacional, o qual deixou em 2007, e não conseguiu mais se firmar em um time. Apoiado pela família, ele ainda não pensa em se aposentar. "Não estou pensando em parar ainda. Tem gente que está com 35 anos e jogando, quero ficar mais um pouquinho ainda", afirmou.

E com 15 anos de experiência no futebol, o meio-campista que já teve altos e baixos na careira faz um alerta aos novatos. Em especial aos que confiam demais nos empresários. "Já perdi muita coisa por assinar papéis sem ler. Hoje não quero mais empresário. É preciso ter um advogado por perto sempre. Tive muitos problemas com empresários, homens que recebiam por mim e me repassam o salário aos poucos, empresário que ficava com a maior parte do salário. É complicado", complementa o campeão mundial.

04/04/2010
fonte: Elaine Felchacka/Terra Esportes
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado por torcedores. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: contato@mixtonet.com

2 comentários:

  1. O mixto poderia aproveitar esta situação,o Gabiru na verdade,teve pouco tempo para mostrar seu futebol,deveria ser dado espaço a ele em forma de teste,se provar que está apto ai sim,contrataria.Mas tem jogador que passou por aqui bem melhor,e não ficou,agora para a serie D,um Alex Sorocaba seria bem vindo,concordam?

    ResponderExcluir
  2. Tudo é questão de saber planejar, no caso do Gabiru, com a experiencia que possui, se der tempo a ele, preparando-o, quem sabe poderia dar certo no Mixto, acho que tudo é questão de saber planejar, serveria como um grande lider, mas é claro, teria um prazo para sua recuperação, neste íntere acompanhavam a sua recuperação e evolução, o Alex Sorocaba ao meu ver é muito mascarado e arrogante, não cabe ao Mixto, ao meu ver

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!