quarta-feira, 12 de maio de 2010

OPINIÃO: Porque não seguir o exemplo do Atlético de Goiás?

6
Em 2008, uns dos embates mais emocionantes da Série C eram os confrontos entre Mixto e Atlético-GO. Ambos os times se enfrentaram em pé de igualdade em campo, mas fora de campo o Atlético já dava show com planejamento e seriedade. Hoje o Atlético é o time da moda, está na série A e disputa as semifinais da Copa do Brasil, enquanto o Mixto continua brigando para subir, mas agora na série D.
Centro de Treinamento do Atlético-GO
O site do Globo Esporte publicou essa semana uma matéria que explica parte do motivo que fez o time goiano subir em dois anos da série C para a A, sendo que em 2004 o time disputava a segunda divisão do campeonato goiano e agora é o atual campeão da 1º divisão.

A matéria explica que “O longo tempo de entrosamento entre os jogadores é uma das armas da equipe. Muitos dos atuais titulares já vestiam a camisa do Dragão na campanha da Série C. Do elenco atual, dez jogadores estão há mais de dois anos no clube: Márcio, Gilson, Jairo, Chiquinho, Róbston, Pituca, Aneílson, Wesley, Juninho e Marcão.” Ou seja, o Atlético tem provado que essa história de montar um novo time em cada temporada não leva a lugar nenhum, o correto é sempre manter a base, um time que já se conhece de outras competições onde um sabe como o outro gosta de jogar. Tudo o contrário do que o Mixto tem feito desde a série C em 2008.
Instalações do CT do Atlético e alojamento dos jogadores
Adson Batista, diretor de futebol do Atlético, explica a filosofia de trabalho que o clube adotou: “Nós trabalhamos com contrato de longo prazo, com multas rescisórias pesadas. Esse é o nosso método. Não adianta eu vender um jogador por pouca coisa. Não vou ter como repor e acabo ficando com a equipe mais fraca. Quem quiser negociar com a gente, será bem recebido. Mas não aceitamos qualquer coisa.

Quarto dos jogadores dentro do CT
Mesmo com as constantes vitórias nos últimos anos e o clube não parou de investir em estrutura, “os resultados recentes da equipe vieram acompanhados das melhorias na estrutura do clube. O centro de treinamento, embora simples, atende às necessidades básicas da equipe. É composto por três campos, quartos para duas pessoas, sala de fisioterapia e refeitório. No salão de jogos, apenas uma mesa de sinuca para distrair os atletas nas horas vagas. O local não tem a infraestrutura dos melhores centros de treinamento do país, como o do Atlético-PR, mas é superior ao de muitos clubes considerados gigantes do futebol nacional. Em 2005, terminamos a construção do prédio que abriga os atletas. Desde então, fomos melhorando aos poucos a estrutura, dentro das nossas possibilidades.” Explica a matéria.

O time tem uma filosofia de sempre evitar o oba-oba com uma política tida como “pé no chão”, “Não adianta ficar empolgado e começar a fazer discurso para se promover. Nossa meta agora é nos consolidarmos na elite. Precisamos ficar na Série A” afirma Adson.

12/05/2010
Fonte: Redação MixtoNet.com - foto: Thiago Fernandes/GloboEsporte
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado por torcedores. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: contato@mixtonet.com

6 comentários:

  1. Um grande exemplo a ser seguido, manteve a base e trabalhou o entrosamento, fizeram contratos a longo prazo e resizões caras sem correr o risco de perder os atletas. Mixtão preste atenção no caminho certo.

    ResponderExcluir
  2. Agora que os pilantras sairam do mixto, aqueles que venderam fernando a troco de chuteiras, o mixtão vai caminhar, vai progredir e ser grande.

    ResponderExcluir
  3. Carlos Eduardo12 maio, 2010 15:46

    Primeiro o Mixto tem que se profissionalizar, eles acham que são profissionais, só que falta muito ainda para se chegar lá. Com certeza eles tem que tomar como exemplo o clube do Atletico GO, ali sim tem planejamento, seriedade e muito profissionalismo. Essa ida e vinda de jogadores não da em nada, tem que manter a base, não só agora mais daqui pra frente, tem que saber trabalhar e investir principalmente na base do clube. O Mixto tem que ter um conselho, pq ainda lá se percebe que não tem critério para escolha de jogadores, exemplo Robinho, se ficar nessa de amigo de treinador ou de alguem da diretoria aí vamos ficar patinando de novo

    ResponderExcluir
  4. Pessoal do Mixto não consegue pq são incompetentes, não consegue manter um planejamento, aliás, se é que tem algum

    ResponderExcluir
  5. O mixto tem hoje,tudo para sequir os passos do atletico-go,só falat seriedade,o Dinarte,que não aparece na mídia,e tem função de direção no mixto,conhece,sabe muito bem como o atletico cresceu,as decisões parecem que tem que ser mais discutidas,para levar ao ponto que o atletico consequiu,Não é impossivel.

    ResponderExcluir
  6. Andrelino. Agora vamos ficar comparando com o que o atletico goianiense fez para conseguir subir para a série A, todos nós sabemos de que Goiás recebe varios incentivos fiscais por estar próximo de Brasília, a nossa realidade é outra? Temos de ter personalidade própria e subir e ser como sempre fomos até hoje, na série A, B, C ou D, mas com dignidade com o apoio de nossa Grande e Fiel TORCIDA e não se tornar um Clube bem erstruturado, na seria A, mas sem pertencer aos torcedores e sim de políticos e empresários. Nós torcedores unidos faremos o MIXTÃO subir e ser campeão até do mundial interclubes, basta nos unirmos e aí sim mostraremos e seremos exemplos para o Brasil e para o Mundo.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!