sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Ordem no Mixto é economizar e time viaja só dia do jogo contra o Primavera

1
A ordem no Mixto, hoje tido como um dos mais estruturados de Mato Grosso, é economizar. Tanto é que por ordem da diretoria e da Afam é para a delegação viajar para Primavera do Leste no dia da partida contra o time que leva o nome da cidade. Isto é, no sábado. O jogo está marcado para as 17h, no estádio Cerradão, válido pela segunda rodada da Copa Mato Grosso.

A saída de Cuiabá rumo ao principal município da região Leste do Estado está marcada às 13h, quatro horas antes do compromisso. A previsão para chegar a Primavera é para as 15h.


Em tempos de "vacas gordas" no Mato-grossense, o Mixto chegou a viajar até dois dias antes do jogo.

"A Copinha, infelizmente, não dá nada de lucrativo para o clube. Além disso, é um torneio de tiro-curto. Como a equipe sub-17 faz a preliminar do time profissional, iremos economizar com hospedagem e alimentação cerca de R$ 5 a 6 mil por viagem", justifica a economia o presidente do clube, o empresário Márcio Pardal.

De acordo com ele, a viagem de Cuiabá a Primavera do Leste deve durar cerca de duas horas. "Vamos chegar em Primavera e teremos tempo suficiente para descansar", ressaltou o dirigente.

Fonte: Luiz Esmael/A Gazeta
29/10/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

Um comentário:

  1. Cuidado com o horário, pois será difícil chegar em Primavera em apenas duas horas.
    O Mixto está começando a voltar a real e ao que sempre foi, viajando no dia do jogo e ganhando a partida. Quem se lembra no estadual/2010 com o sr. Gérson inútil Lopes, reservando o melhor e mais caro hotel de Primavera? Dois dias de antecedência, com mordomias. Rasgava-se dinheiro. Era uma arrogância só. Também pudera, pois ninguém sabe de onde o dinheiro veio e para onde vai.
    Como sugestão para mais economia: dispensem a Robélia, o Gérson, a acabem com a tal assessoria de imprensa e cortem o salário do Pardal. O Mixto não precisa e nem tem cacife para tais "desnecessidades". Só ai teríamos uma economia na casa dos R$25.000,00 mensais.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!