domingo, 7 de novembro de 2010

Opinião: O Mixto? Só Noé prá dar jeito

11
Por Jorge Maciel

Os grandes estadistas se notabilizam pelas decisões que tomam, independente se seus atos são impopulares ou não. Como jornalista, sem nenhuma pretensão do estadismo, expresso minha opinião acerca do que ocorre hoje com o Mixto, com livre pensar, sem a preocupação de estar sendo popular ou não.

Jorge Maciel
Como diria o humorista Agildo Ribeiro, o Mixto só não caiu no abismo porque não existe nem mesmo o abismo. Nunca na história gloriosa do Mixto, o clube com maior torcida e tradição do Estado se viu envolto a tanto dinheiro e estrutura. Pois é ! Prá quê? Suntuosidade, soberba, arrogância e dinheirama são os predicados do Alvinegro num passado recente. Da mesma sorte [ou azar], humilhação, achincalhe, piadas, derrotas e goleadas são os predicados da outra ponta, no passado e agora.

Lembrando as Sangradas Escrituras, me pego ponderando que tem que se começar tudo de novo. Fazer a Arca de Noé, deixar que esses inaptos se afoguem por 40 dias e 40 noites e, só depois reinventar um Alvinegro, mas aquele clube de tantas alegrias, com dirigentes de verdade.

Lembro-me de que, na gestão Júlio Pinheiro, onde jogadores jantavam “miojo" com tubaína, o Mixto foi campeão Estadual, depois disputou o Estadual de novo em 2009, perdendo apenas no Tapetão seis pontos, disputou e permaneceu na Série C, fez uma boa campanha na Copa do Brasil, vencendo o Paraná Clube em Curitiba, apenas perdendo nos pênaltis. Com a saída de Júlio Pinheiro, os constrangimentos e ingratidão devotados a Dito Rubens, já com os cofres entornando, caiu da Série C, foi goleado pelo Barra do Garças, Araguaia e outros no Estadual e hoje encontra-se, mórbido ou convalescente, numa amargura de dar dó.

Desde a infância, se aprende o jargão “Urso que muito mel vê, muito se lambuza”. Ancorado no apoio oficial, o Mixto se lançou ao projeto de chegar à Série A (até 2014). Mas portou-se como pobretão que ganha na loteria: perde 5, 10, 15, 20 milhões em um ano, por falta de organização, pedantismo, novos amigos e afoitamento.
Não valorizaram a base, trouxeram jogadores em fim de carreira com salários maiores que a realidade permitia, ignoraram os talentos de Matogrosso, e acharam que o Mixto era um São Paulo, Cruzeiro, Vasco ou o Internacional. Era uma pose só!!

Os jornalistas esportivos não podiam conversar com o técnico, com os jogadores, com os dirigentes ... A Assessoria de Imprensa não mandava informações gerais, apenas as que mitigavam as gafes ou acariciavam o ego de seus dirigentes. Enquanto Tito, Alex Sorocaba, Dudu, Jamba, Márcio Abraão e outros eram deixados de lado, Gabirus, Nonatos, Alexes Dias, Finazzis, Luizinhos e até um argentino com panche de jogador de basquete eram tratados como monarcas em hotéis estrelados em mordomias regatas a long-nek, vinhos, patês, salaminho e marias-chuteiras à beira da piscina. Ao fundo, Dominguinhos cantava: "Olha que isso isso aqui tá muito bom, isso aqui tá bom demais, olha que tá fácil de entrar...". Resultado? Na Série C, taca! Nos amistosos taca!, No Estadual, taca!

A fartura transpôs fronteiras e chamou a atenção de aventureiros. Roberto Cavalo, que não é burro, chamou Ricardo Rocha, veio a seleção brasileira de encostados com cachê de R$ 100 mil, livres de despesas. Cavalo indicou outros, engolobou Éder, Pardal e dizem ter telefonado a Barbieri: "vai lá, meu, tá fácil, ganhe o seu também".

Hoje, amputado de nove jogadores, sem prestígio para contratar pratas-da-casa ressentidos, o Mixto, infelizmente, depende de si e dos outros para tentar se manter na não insignificante, mas frágil Copa MT e, em remota possibilidade de chegar ao título, tentar renascer das cinzas e chegar à Série D, novamente. Para um clube acobertado de glórias no passado, muito há muito que lamentar. Vamos torcer para que as novas eleições traguem alguém e um grupo com mais responsabilidade, planejamento e respeito ao clube. Esses dirigentes que aí estão?!? Bom ... Sem mais comentários.

Fonte: Futebol Press
07/11/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

11 comentários:

  1. ESSE JORGE É BRINCADEIRA, ATE POUCO TEMPO ELE DIZIA MARAVILHA SOBRE O MIXTO E SUA DIRETORIA, E ME LEMBRO QUE EU ESTAVA PRESENTE EM UM TRIANO DO MIXTO NA EPOCA EM QUE ESSE ARGENTINO ESTAVA TREINANDO E ELE O ELOGIOU MUITO E DISSE QUE ESSE TIME DARIA MUITA ALEGRIA, SERÁ QUE A DIRETORIA TAMBEM CORTOU A MORDOMIA DESSAS "IMPRESSA"?

    ResponderExcluir
  2. Esse ze roela nunca pisou num campo de futebol.se diz entendido como esses outros q nunca viram uma bola na frente. nunca deram um chute no balao de couro. pois é,vejam como o futebol de mt esta com uma imprensa fraca como esse jorge maciel,orlando antunes,marcelo, pato roco. o que eles falam nao passa o rio coxipo e o rio cuiaba e querem ser os entendidos do futebol.Vergonha total essa imprensa de cuiaba....como vao sediar um copa do mundo em MT?
    Fica a pergunta a imprensa especalizada.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. PARABENS JORGE, ESSE SEU TEXTO SERVE PARA ALGUNS QUE NÃO QUEREM VER A SITUAÇÃO EM QUE O MIXTO ESTÁ.ESSES QUE ESCREVERAM ACIMA SAO PUXA SACOS DESSA AFAM QUE ACABOU DE ACABAR COM O MIXTO

    ResponderExcluir
  4. José Carlos Araujo07 novembro, 2010 19:15

    Gostei do texto do Jorge Maciel. É preciso "abaixar a bola" no Mixtão. Essa diretoria fez história: rebaixou o Mixto pra segunda divisão do estadual, depois chamou o Arildo pra, no sacrifíco, subir novamente; rebaixou Mixto da Série C pra Série D; rebaixou Mixto da Série D, pra lama...
    Eita serviçinho...
    Agora pergunto: Cadê o Conselho Deliberativo? O zé luiz é um figurante, inoperante, incompetente, também deve renunciar.
    Tá na hora de rever tudo, agregar quem conhece da matéria. Por que não chamar o Fininho, o Reginaldo Amorim e o Júlio Pinheiro pra ajudar neste momento tão delicado?
    É preciso deixar a arrogância, a soberba, a incompetência e o pé-frio de lado. Afinal, somos todos MIXTENSES e queremos o melhor para o Tigre.
    Vamos todos juntos preparar essa eleição, trazendo todos e tantos forem necessários ao reerguimento do Tigrão da Vargas.
    O Mixtão é maior que todos e tudo. Viva o Mixto

    ResponderExcluir
  5. O Texto realmente fala da realidade do Mixto, é que nós torcedores achamos, é que se tem discutido aqui a muito tempo, porém existe alguns "torcedores" que acham que o Mixto esta certo, que seus dirigentes estão corretos e ninguem tem direito de reclamar, na certa eles fazem parte do bando da AFAM. Resumindo, O MIXTO ESTA UMA BOSTA JA FAZ TEMPO

    ResponderExcluir
  6. Nem Noé arruma o Mixto, aliás, futebol em Mato Grosso não tem mais jeito, igual a politica, ambos andam de mãos dadas, tamos ferrados

    ResponderExcluir
  7. VAI TODO MUNDO TOMAR NO CÚ!!!

    ResponderExcluir
  8. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  9. Esse jornalista é irmão do DIDI (renato aragão)? Feio pra caramba

    ResponderExcluir
  10. Pô!! o cara é jornalista!! está fazendo o papel dele!! FALANDO MERDA!!KKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  11. que cara louco !!! mas tem fundamento em partes no que ele disse..pelo menos fala o que pensa e tem opiniao própria,diferente de muitos baba ovos que temos por aqui.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!