quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Orlando Craici defende a Afam e autonomia do Departamento de Futebol

0
Campeão Mato-grossense pelo Mixto em 1996, experiente e respeitado dirigente, empresário bem sucedido, Orlando Craici aguarda o chamado da nova diretoria alvinegra para assumir o cargo que lhe foi oferecido: diretor de futebol. O homem que quer carta branca da diretoria para contratar, só não compareceu a eleição da última segunda-feira, que guindou João Amuí ao cargo de presidente, devido uma lesão que rompeu o tendão do braço direito. "Farei uma cirurgia, acho que ainda esta semana", disse Craici.

Orlando Craici aguarda convite oficial da nova diretoria
Questionado sobre os planos a frente do novo Mixto, Craici disse inicialmente que, primeiro precisa ser apresentado ao novo presidente, que ele não conhece. "Não conheço o novo presidente, preciso me inteirar a respeito das intenções dessa diretoria", ponderou.

Craici confirmou, independente de não ter assumido qualquer cargo no clube, já vinha mantendo contatos em alguns clubes onde tem bom trânsito, graças a sua credibilidade, conquistada ao longo dos anos, desde o tempo em que presidiu o Operário Futebol Clube de Campo Grande-MS.

"Conversei com alguns amigos do Grêmio, do Fluminense, e estamos sim sondando alguns nomes", confirmou, mas alertando sobre a necessidade de manter uma base local forte. "Vamos busca jovens valores dos grandes clubes, mas precisamos ter uma base forte aqui", decretou.

Sobre a Afam, Craici surpreendeu: "A Afam Não pode ser criticada, investiu na estrutura do clube; contratou errado, mas no resto foi muito bem. Eles arrumaram dinheiro, só que tem de pagar o que devem. É besteira criticar quem está ajudando. A Afam é muito importante para o Mixto. É hora de unir para em 2014 estarmos na Segunda Divisão, não é difícil, mas é preciso usar a cabeça", ensinou.

Craici revelou ser contrário a contratação de um técnico local e revelou que o seu nome preferido é o de Marcos Birigui. "Técnico tem que ser de fora, os daqui conhecem, não menosprezando, mas tem que vir gente nova, os daqui podem compor a comissão técnica. O Birigui sempre quis vir, desde quando eu fui presidente. Seria uma boa oportunidade, seria o primeiro nome da lista", disse Craici, já falando como diretor.

Por fim, o experiente dirigente alertou que é preciso "arrumar uma base muito boa com jogadores daqui de Mato Grosso" e criticou alguns atletas. "Onde já se viu pedir prêmio por fase, não concordei", disse, referindo-se a jogadores que se aproveitaram do clube.

"O presidente tem que dar autonomia para o departamento de futebol ser forte. Vamos levantar esse futebol, é agora ou nunca", concluiu.

Fonte: Oliveira Júnior/A Gazeta
22/12/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!