segunda-feira, 27 de junho de 2011

EDER MORAES EXTINGUE AFAM E RECLAMA DE INGRATIDÃO

3
O executivo Eder de Moraes, que há dois anos criou a Associação dos Amantes de Futebol e Amigos do Mixto (Afam) cheio de patrocinadores e de esperanças de levar o clube à elite do futebol brasileiro, decidiu extinguí-la depois de muitas frustrações e dor de cabeça. A missão fracassou. Só restou ao hoje presidente da Agecopa o que ele classifica de ingratidão e várias ações trabalhistas movidas por jogadores e comissão técnica.

Eder disse que tomou a decisão devido à falta de interesse de empresários e outros parceiros em patrocinar o clube, tanto que eles não incluíram o Mixto em seus planejamentos de marketing para este ano, o que não justifica a existência da Afam, entidade privada criada com propósito de ajudar o time financeiramente, mas que se tornou um saco sem fundo devido ao acúmulo de dívidas e demandas na Justiça. As contribuições voluntárias não foram suficientes para equacionar as dívidas.

Segundo Eder, os jogadores não estavam recebendo salário e passaram a cobrá-lo como se fosse responsável por isso. Disse que tirou dinheiro do próprio bolso para custear algumas despesas. Assegura que deixou pago o aluguel do centro de treinamento até dezembro deste ano, assim como a casa dos atletas, no Coxipó, e que, inclusive, passou por reforma. A partir daí, o ex-secretário de Fazenda e da Casa Civil dos governos Blairo Maggi e Silval Barbosa "tirou o time de campo", mesmo no embalo do efeito Copa do Mundo de 2014, com Cuiabá entre as 12 cidades-sedes.

-----------------------------
"Mixto se tornou um saco sem
fundo e num ambiente muito
prostituído nas suas relações"
-----------------------------

Eder observa ter percebido no Mixto um ambiente muito prostituído nas relações internas e com as empresas e isso o motivou também a concluir que seria hora de parar. "Agora o Mixto vai ter de correr atrás, assim como fazem os outros clubes. Fiz tudo que foi possível num ambiente muito prostituído", destaca. Nem parece aquele Eder que, em junho de 2009 posou para fotografia, no Palácio Paiaguás, ao lado de outros "amantes" do Mixto, como os empresários Mauro Mendes e Dorileo Leal, Maggi e Silval e o presidente da Assembleia, deputado José Riva.

A tendência é que Dorileo, agora como pré-candidato a prefeito de Cuiabá, venha assumir as rédeas do Mixto, não em nome da Afam, mas como presidente. Terá o deputado estadual e apresentador de TV Walter Rabello como espécie de auxiliar nas ações.

Fonte: Romilson Dourado/RD News
Ilustração: Fernando Ordakowski
27/06/2011
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

3 comentários:

  1. ISSO EU JA SABIA QUE IRIA ACONTECER, O SR. EDER MORAES É O SUJEITO MAIS ARROGANTE QUE JA VI, É UM TREMENDO FALASTRÃO, EU SEMPRE TIVE UM PE ATRAS COM A AFAM, NO MANDATO DO SR. MARCIO PARDAL, QUEM MANDAVA NO MIXTO ERA A AFAM, FOI O SR. EDER MORAES QUE CONTRATOU ERRADO, É FOI ELE MESMO QUE CONTRATOU FINAZE, PERDIGÃO E CIA E TAMBEM O TECNICO, DEPOIS DA MERDA FEITA ELE VEIA A PUBLICO DIZENDO QUE O MIXTO CONTRATOU ERRADO, QUE A DIRETORIA ERROU, PORRA, VAMOS PARAR DE CACHORADA.
    A AFAM DEVE AO MIXTO SIM, SE NÃO TINHA PATROCINADOR E DAI, SE VIREM, PROMESSA É PROMESSA, É QUE A COISA NO MIXTO É SEMPRE FEITO DE FORMA ERRADA, QUER VER SO:
    - O MIXTO TINHA UM PUNHADO DE PATROCINADORES NO FARDAMENTO, ENTÃO CADE OS CONTRATOS DE PATROCINIOS;
    - ESSES CONTRATOS FORAM FEITOS COM A AFAM OU DIRETO COM OS PATROCINADORES?
    - CADE O CONTRATO DO MIXTO COM A AFAM, TENHO CERTEZA QUE NÃO TEM, OS DIRETORES DA AFAM NÃO SERIAM IDIOTAS DE ASSINAREM UM CONTRATO COM O MIXTO, POR QUE SE TIVESSEM UM CONTRATO, ELES RESPONDERIAM JUDICIALMENTE PELO CALOTE.
    ESTOU QUESTIONANDO ISSO SOMENTE PARA LEVANTAR A LEBRE, QUANDO NA VERDADE JA SABEMOS QUE NÃO EXISTE NENHUM CONTRATO DE PATROCINIO COM O MIXTO, É FEITO DE FORMA ERRADA OU NÃO?
    OS APROVEITADORESDE PLANTÃO ESTÃO SEMPRE NA ESPREITA, ESPERANDO UM CHANGE DE VENDER O MIXTO, O NOME É FORTE E VENDE FACIL O DIFICIL É COLOCAR TODO DINHEIRO DA QUEL FOI VENDIDO.
    AGORA QUE A VACA FOI PRO BREJO, O SR. BONITÃO EDER MORAES, VEM DIZER QUE A AFAM NÃO DEVE NADA AO MIXTO, FALA SERIO.

    É COM MUITA TRISTEZA E RAIVA AO MESMO TEMPO QUE ESCREVO ESSE DESABAFO.

    ABRAÇO A MASSA AVINEGRA

    ResponderExcluir
  2. O futebol prof.daqui de MT e diferente,os times (principalmente da baixada cuiabana)nunca ligaram muito para renda em bilheteria,sempre ficou nas tetas das autoridades estaduais,lastimo muito o que esta acontecendo com os nossos clubes.Apesar de ser matogrossense admiro muito o futebol goiano, la e bem diferente.

    ResponderExcluir
  3. Na moral! Sair de do Éder Moraes pra cair nas garras do Valter Rabello, é muito pior.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!