EM PROCESSO DE REESTRUTURAÇÃO, MIXTO COMPLETA 87 ANOS!

1

Imagem histórica, entrada do Mixto no antigo Estádio Verdão para disputa do Campeonato Brasileiro

Em contagem regressiva para o centenário, o Mixto Esporte Clube completa neste 20 de maio 87 anos. Após o período de glórias e conquistas — participação na elite do futebol nacional, 24 títulos de campeão estadual, 1 troféu de campeão do Centro Oeste Brasileiro e dois tetracampeonatos mato-grossense, além de conquistas no futebol master, futsal e futebol feminino —, o clube tenta se reerguer. 


Atualmente na Segunda Divisão do futebol regional, o Alvinegro passa por um processo de reformulação. Sem dinheiro para investir, a diretoria tenta reconquistar a credibilidade da administração para atrair parceiros, o que vem dando certo ainda que de forma tímida. Pode-se contar como vantagem que nos últimos anos a agremiação honrou todos os contratos e novos processos trabalhistas desapareceram. 


As dívidas acumuladas de gestões anteriores — todas do Século XXI — vem sendo gradativamente pagas por meio da Timemania. Parte do sucesso na loteria esportiva se deve ao empenho dos gestores e ao engajamento da torcida, que começa a confiar novamente em um futuro. 


Um dos maiores problemas ainda persiste, a estrutura. O futebol profissional moderno exige certas condições de trabalho, que o clube ainda não possui, mas visa conquistar. Uma sala administrativa foi alugada na Avenida Getúlio Vargas e as obras do Centro de Formação de Atletas Ranulpho Paes de Barros trazem esperança. O CT Ranulpho — de propriedade dos irmãos José Luiz e Antero Paes — pode ser um divisor de águas para o clube trabalhar de modo permanente as categorias de base e gerar receita, além de abrir possibilidade de parcerias com grandes associações.


Sem calendário anual de competições as coisas se complicam. Por isso, a conquista da Segunda Divisão do Mato-grossense se torna quase uma missão obrigatória. Para, a partir do retorno à elite regional, voltar a disputar a lucrativa Copa do Brasil e essencialmente conquistar vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro. É urgente e necessário. 


Dono de um capital valioso — a origem como clube de mulheres e homens, a história de identidade com a capital Cuiabá e uma torcida fanática e engajada —, o Mixto ainda guarda um potencial enorme que cedo ou tarde deve novamente ocupar seu espaço de protagonismo. O caminho é árduo, mas está sendo trilhado. 


87 anos, parabéns Mixto!


Leia sobre a história do Mixto: https://www.mixtonet.com/2012/05/historia.html

Um comentário:

  1. Já me coloquei à disposição pra ajudar nosso clube do coração e estamos no aguardo. Como diz o cuiabano-oferecido não tem preço.

    ResponderExcluir