segunda-feira, 30 de maio de 2022

Torcida do Cáceres atirou latinhas nos mixtenses e gerou confusão. Árbitro relatou na súmula

2

Momento da confusão entre torcedores do Mixto e do Cáceres, após torcida local atirar objetos nos mixtenses

Mixto e Cáceres ficaram na igualdade na primeira partida da semifinal da Série B do Campeonato Mato-grossense. As equipes empataram em 1 a 1 na tarde deste domingo (29), no estádio Geraldão, em Cáceres. Odail Júnior, de pênalti, marcou o gol do Tigre da Vargas e colocou o time da capital à frente do placar. O Cáceres empatou com  Júlio Brasília.


Após o gol do time mandante, a torcida do Cáceres jogou latas na torcida do Mixto e a polícia precisou ser acionada. O episódio gerou um princípio de confusão, mas controlado pelos agentes de segurança.


A qualidade técnica do jogo foi comprometida devido às condições do campo. Imagens mostram o gramado totalmente danificado (veja foto abaixo).


Foto: Gazeta Digital


O confronto da volta que vai definir o finalista do estadual 2022 e classificado a Série A de 2023 será no próximo sábado (4), no estádio Dutrinha, às 15h.


Fonte: Gazeta Digital


PM usou gás de pimenta, torcedores e imprensa sofreram com efeito

Momento em que policiais usam gás de pimenta nos torcedores

Ainda no primeiro tempo, aos 28 minutos, o zagueiro do Cáceres cometeu pênalti e o atleta Odail Júnior, do Mixto, abriu o placar da partida. 


Com um gol de placa, o atleta Júlio Batista, do Cáceres, marcou do meio de campo e empatou a partida. Nesse momento iniciou-se uma confusão entre a torcida do Mixto e do Cáceres, foram minutos de muita confusão, que só foi cessada após a Força Tática intervir na situação. 


Foram usados gás de pimenta com intuito de dispersar a briga entre as torcidas. Muitos torcedores e membros da imprensa sofreram com o efeito do gás nas arquibancadas. 


Após a confusão entre as torcidas, o jogo foi reiniciado e o placar ficou inalterado até o final do segundo tempo.


Fonte: Cáceres Notícias


Vídeo mostra torcedores atingidos por gás de pimenta


Confusão começou com torcedores do Cáceres, que atiraram objetos nos mixtenses

Na comemoração do gol, os torcedores da equipe mandante jogaram latas de cerveja contra os torcedores mixtenses. Como não havia divisão entre as torcidas, os mixtenses foram em direção aos cacerenses tomar satisfações. 


Houve muita confusão e a partida foi interrompida até os ânimos se acalmarem. A Polícia Militar também se fez presente na arquibancada para controlar os torcedores. 


Fonte: Folha Max


TBS pronunciou

“Repudiamos qualquer ato de vandalismo. Infelizmente estamos sendo injustiçados pela atitude da torcida do Cáceres, que começaram a jogar latinha na torcida. Fomos proibidos de entrar com latinha de cerveja, porém, os mesmos entraram latas e com copo de alumínio, onde serviu para arremessar na torcida Boca Suja”. 


Fonte: Torcida Boca Suja


Árbitro relatou na súmula as latinhas atiradas pela torcida do Cáceres e a confusão gerada

“Conduta das torcidas inadequadas para um jogo de futebol, conforme relato no campo scout. Aos trinta e oito minutos do primeiro tempo arremessaram uma latinha de cerveja vazia no Assistente de Número 02 Sr. Gustavo Anibal, no qual não acertou. Depois de um minuto de parada, continuamos a partida. Aos quarenta e cinco minutos do primeiro tempo, após a marcação do Gol da equipe do Cáceres foi arremessado outra latinha de cerveja vazia no assistente de número 02 Sr. Gustavo Anibal também não acertando-o. Esses dois fatos ocorridos foram da torcida do Cáceres Esporte Clube. Depois desse fato começou uma confusão generalizada entre os torcedores da equipe do Cáceres com a torcida do Mixto. Após três minutos de paralisação o policiamento que estava dentro do campo, Força Tática, fez a intervenção nas torcidas dispensando com gás lacrimogêneo. No segundo tempo nada houve de anormal”.



Segundo o Estatuto do Torcedor, o Cáceres deveria ter garantido a segurança do evento

O artigo 14 do Estatuto do Torcedor é enfático ao atribuir à entidade de prática desportiva detentora do mando de jogo e a seus dirigentes, no caso do Cáceres, a responsabilidade pela segurança do torcedor em evento esportivo.


No jogo desta semifinal entre Mixto e Cáceres no Geraldão, não havia separação entre as torcidas e a torcida local adentrou ao estádio com latinhas de cerveja e porta-latas de metal. Além de arremessarem na torcida adversário, os cacerenses arremessaram os objetos na arbitragem, conforme relato na súmula.


Fonte: MixtoNet

Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

2 comentários:

  1. Sistema de locução no estádio foi em grande parte responsável pela criação do ambiente hostil à torcida do Mixto. Pela situação a que expôs idosos e crianças na torcida do Mixto e mesmo à torcida do próprio Cáceres, o locutor deveria até ser processado e o clube do Cáceres Esporte Clube no mínimo ser punido pelo preconceito distribuído contra a torcida mixtense (a torcida do Cáceres seria civilizada, mas a torcida do Mixto, "até pelo nome Boca Suja", não é civilizada, como disse no sistema de som). O estádio inteiro ouviu e também foi distribuído pelas redes sociais. A locução no estádio ao criar narrativa ali no momento para inverter a situação de violência criada pela torcida do Cáceres, imputando através do sistema de som a situação de violência à torcida do Mixto, é absurdo e imoral.

    ResponderExcluir
  2. Conforme crítica da TBS em suas redes sociais à TVCA, de fato, basta ver os vídeos publicados no Bom Dia Mato Grosso de segunda-feira, disponibilizados pela própria emissora no site G1MT. A matéria mostra o conflito e o revide de um torcedor do Mixto ao ataque promovido pela torcida do Cáceres, como o próprio árbitro registrou. A matéria do Bom Dia Mato Grosso passa para o telespectador a impressão de que a violência parte da torcida do Mixto, quando é o contrário. Dá a entender também que o Cáceres saiu na frente e o Mixto empatou, quando é o contrário. Jornalismo que não se preocupou se a torcida do Mixto, em menor número como visitante, estava sob risco de violência. Editar a imagem do revide e fazer comentários no telejornal como se violenta fosse a torcida do Mixto é outro absurdo. Jornalismo de mentalidade pequenininha. Não é?

    ResponderExcluir