segunda-feira, 23 de janeiro de 2023

TVCA destacou a força da torcida mixtense, que continuou cantando e apoiando mesmo após goleada

1

 

Vídeo: MT1/TVCA/Globo Play

Author Image
Publicado por: MixtoNet

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

Um comentário:

  1. O Bom Dia MT ontem fez uma matéria sobre um menino que supostamente foi abandonado na arena pelo pai, e que o menino teria sido abandonado no meio da torcida do Mixto (sugerindo suposta irresponsabilidade de suposto mixtense). Mais uma tentativa de queimar a torcida do Mixto. Jornalismo superficial e pequeno. Mais crianças poderiam ter se perdido naquela arena. Pois bem próximo à organizada outros pais sob visível incômodo tiveram que sair da arquibancada para levar os filhos pequenos para a sombra por causa do forte Sol da tarde. O horário do jogo, inclusive, foi agendado, por conta da transmissão pela própria TVCA, junto com a FMF e com concordância dos clubes federados. Ou seja, uma irresponsabilidade institucionalizada, e não apenas de um pai supostamente embriagado. Pelos comentários e imagens feitas por torcedores, o lado da torcida do Mixto tinha poucos caixas, o que gerou longas e demoradas filas para se comprar um mísero refrigerante, uma cerveja e mesmo uma garrafinha de água. Inclusive, muitos torcedores adultos se perderam momentaneamente uns dos outros por conta da aglomeração, pois mesmo com o péssimo horário e a péssima localização na arena a torcida do Mixto foi em bom número. Se adultos ficaram incomodados com a situação de calor e aglomeração, imagina uma criança. Esta situação a polícia não verifica e nem o Juizado Especial do Torcedor esteve ali para testemunhar (como esteve, muito por acaso, naquele jogo Mixto x Luverdense no Dutrinha). Se o mando de jogo era do Cuiabá, então a responsabilidade pela estrutura precária no jogo de estreia é do clube mandante, não é? Isto a TVCA não vê, não ouve, não noticia. Bom dia, para quem?

    ResponderExcluir