Souzinha: "Estava difícil. Não temos condições de trabalho". Jogadores teriam dormido em colchão


Após ser demitido, Souzinha reclama de falta de estrutura. Diretoria já contratou novo treinador
O técnico Souzinha não resistiu a má campanha no Campeonato Mato-grossense e foi demitido do Mixto. A diretoria do Alvinegro tomou a decisão e comunicou ao treinador nesta segunda-feira, dois dias após a derrota por 3 a 2 para o Dom Bosco. O Tigre está na 9ª colocação, dentro da zona de rebaixamento do estadual, com apenas três pontos ganhos.

Souzinha compreendeu que a falta de resultados tornou insustentável a sua permanência no comando do Mixto - seis jogos e cinco derrotas -, mas fez um alerta.

- Futebol é assim, se as vitórias não vêm, fica difícil. Eles se decidiram e eu aceitei numa boa. Estava difícil trabalhar desde o começo porque falta muita estrutura. É complicado trabalhar assim quando não temos condições de trabalho dentro e fora de campo - explicou o ex-técnico mixtense.

Além da qualidade técnica questionável do elenco mixtense, o GloboEsporte.com apurou que os jogadores dormem em colchões no chão e não tem a alimentação adequada para jogadores de futebol. No Tigre ainda existem muitos diretores e conselheiros opinando em tudo no clube.

Mudança

Com o campeonato em andamento, o Mixto já correu atrás e anunciou o novo comandante. Será Bazílio Amaral, que foi técnico do Novoperário de Mato Grosso do Sul, no estadual de 2017. O treinador, inclusive, levou o time sul-mato-grossense até a decisão da competição.

Bazílio será apresentado no clube nesta terça-feira e já começa a prepar a equipe para o confronto decisivo do próximo domingo diante do Luverdense, na Arena Pantanal.

Fonte: Olímpio Vasconcelos/Globo Esporte
13/02/2018