terça-feira, 23 de março de 2010

Opinião: Mixto segue errando, sendo guarida de incompetentes e aproveitadores

3
Se temos Pedro Mendes, Oscar Conrado, Mosca, Arildo, 
qual a razão de termos que ‘engolir’ os barbieres e cavalos da vida?

Mixtenses, internautas ou não, vocês podem até me chamar de bairrista, xenófobo, essas coisas, mas, se temos aqui bons profissionais porque trazer os barbieres e cavalos lá de fora? Vou enumerar alguns treinadores “da casa” a quem reputo o maior respeito, que têm formação acadêmica mesmo, universidade, mas que têm o que os lá de fora não possuem: o conhecimento do futebol pegado de Mato Grosso e são mato-grossenses, por nascimento ou adoção. Anotem aí: Pedro Mendes, Arildo Berdum, Marcos Birigui, Mosca, Oscar Conrado, Éder Taques, Paulinho Bagagem, Tarcísio Pugliesi, Admir Moreira e tantos outros. Se tiver que ‘enxertar’ o futebol ou nossos times com ‘valores’ de fora, façam como fazem os outros times: contratem alguém que preste.

Alguém já pensou em quantos treinadores tipo “estrelas e cardeais”, que chegaram aqui para fazer com que o Mixto só dê vergonha, seja motivo de piada? E olhem que não estou falando de treinadores ou ‘empresários’ que contratam jogadores por R$ 10, 15, 20 mil e ficam com a metade dos salários? O Orcar (aquele argentino) saiu reclamando que ganhava só R$ 7 mil, mas na folha do Mixto seu salário era de R$ 12 mil. Alguém estava levando R$ 5 mil, não é verdade? E não há apenas o caso do Oscar ...

Marcelo Villar, Luiz Dário, Roberto Cavalo, muitos desses, e agora Barbieri não são e nunca serão a solução para o Mixto. Oscar Conrado faz um grande trabalho no Crac, Pedro Mendes idem no Araguaia, Mosca lidera o campeonato com o Sorriso, ou Éder Taques tira leite de pedra no Operário. Então se perguntem: para que serve o Barbieri? Para empregar “bichados” do Paysandu, Remo ou de todo futebol paraense? Ora, Éder de Moraes, Afam, Márcio Pardal, bichados temos aqui mesmo e aos montes.

Não sou afeito às premonições, mas alguns colegas de profissão sabem que eu falei naquela apresentação ruidosa do Mixto com Cavalo, Perdigão, Gabiru. Disse a alguns que “esse time não vai dar em nada”. Muitos me contestaram. E não deu em nada mesmo! Elementar, meu caro Éder ! Porque o Operário, na pidaíba que está, ganha seus jogos e pode até se classificar? Porque o Vila Aurora, Barra, Crac, Sorriso ou Sinop deslancham com orçamento não superior a R$ 70 mil/mês? A resposta a tudo isso é o avesso do que os dirigentes do Mixto fazem. Pedro Mendes, Éder Taques, só para dar um exemplo, são especialistas em formar plantéis, vão na base, arrebanham a garotada, meninos que têm ambição, saúde e humildade. O Mixto insiste no perna-de-pau pronto, no técnico do embuste, esperto e estulto. Aliás, o Mixto abandonou a formação de base, tornando-se um clube-abrigo para técnicos e comissões técnicas compostas por picaretas, improdutivos e aproveitadores, que gozam de todos os privilégios e vivem no sétimo-céu, numa realidade acima do padrão do futebol de Mato Grosso. E qual o resultado?

Para a Série D, a última bruma de esperança que ainda resta, chamem o Pedro Mendes, o Oscar Conrado, Éder Taques (...), fiquem com o Tito, Márcio Abraão, Moreno, Buiú, Rinaldo, Bogé, Felipe, Jamba, Jean Carlos, Raniel, Café, Zumbi (...), e convoquem a molecada do amador, produzam e formem os plantéis com trabalho de base.... Mantenham o Douglas, Mauro, repatriem o Sorocaba, Igor e alguns outros que mostraram serviço. Façam uma seleção de gente nossa, dos que já atuam aqui, matogrossenses ou não. Acabem com essa coisa de trazer quem nada vale e que muito recebe. Comecem uma reforma, já, urgente, a começar pelo cabeça, o Barbieri (foram dois jogos -- com 17 dias para preparar um time que vinha treinando e jogando, teve até adiamento, lembram-se? Resultado: uma goleada retumbante e um empate quando o time vencia por dois até parte do segundo tempo, neste último domingo).

Se for xenofobia, que seja, mas prefiro a xenofobia doentia, escutar a torcida barulhenta e feliz do que ver um clube tradicional, valioso, dono do maior número de títulos da história do nosso futebol sendo guarida de tudo o que não presta, com as devidas reservas e exceções. Que são pouquíssimas, é bem verdade!

23/03/2010
fonte: Jorge Maciel/Futebol Press


-> Expresse sua opinião, envie seu artigo para contato@mixtonet.com
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado por torcedores. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: contato@mixtonet.com

3 comentários:

  1. Ótima colocação, falou tudo, aliás, todo mundo ou pelo menos muita gente falou isto desde o inicio do campeonato, mas infelizmente o gropo AFAM bem como a diretoria do Mixto não deram bola, continuam fazendo besteira e repetindo os mesmo erro do ano anterior. Pode ter certeza que a pretenção do clube, ou dos seus comandantes são outras, não o futebol, assim como o tal do grupo AGECOPA

    ResponderExcluir
  2. É verdade, não é por que o Mixto está no fundo do poço, mais eu sempre teve essa idéia, de montar um time caseiro, com um os dois atletas de fora, mais também que monte uma diretoria séria não com pessoas que querem apenas aproveitar da situação financeira boa do time, teriamos que montar um grupo que tenha vergonha do nosso futebol, isso mesmo, e que tenha vergonha na cara e que tenha um sonho de ver o nosso Mixto de tantas glorias, na 1ª Divisao do brasileiro,e esse sonho não é impossivel, veja nosso estado vizinho, fez um trabalho bom com atletico goianiense e esse ano já está na 1ª divisão. O que falta é gestão, temos que parar e nos organizar, não deixar tudo para a ultima hora. Juscimar Baraba Fernandes

    ResponderExcluir
  3. Concordo com tudo que esta ai, sinceramente eu quando eu vi o perdigao naquela forma de ovo sabia que nao daria nada. Se queriao um time competitivo bastava o plantel de 2008 que com certeza estavamos bem melhor. E com certeza o peladao esta ai basta ir num miniestadio e ver que tem gente boa esperando uma oportunidade sim senhor.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!