sábado, 10 de julho de 2010

EM NOTA, A ASSESSORIA FALA SOBRE A BASE E A MARCA 'MIXTO'

8
Em nota no site oficial do clube a Assesoria de Imprensa e Comunicação explicou que o Mixto continua seu projeto na categoria de base inclusive com investimentos em estrutura, no entanto a nota explica que o clube assumiu apenas as categorias de base acima do sub-16. Portanto, subentende-se através da nota que o clube não se responsabiliza com as denuncias feitas pelo diretor do infantil e sub-15, Nilson Barreto, de que o Coordenador das Categorias de Base,  Gérson Lopes, jamais teria nem visitado os treinos dessas categorias e nem dado apoio. 

Realmente é muito estranha essa concepção de categoria de base, como se fosse que a formação de talentos se dá apenas após os 16 anos. A nota  explica que o futebol feminino de campo, o futsal masculino e feminino, o Master, o Sub-15, Sub-13, Mirim e todas as outras faixa etárias da base não são oficialmente do Mixto. O clube apenas cede o seu nome e a marca 'Mixto' para essas categorias se desenvolverem 'independente' da administração oficial. Isso é um tiro no pé! Como pode o clube achar secundário essas categorias fundamentais? Como pode o clube deixar que se explore a marca 'Mixto' sem o controle, administração e investimento oficial? 

O certo seria o clube assumir de vez o futsal, o futebol feminino, e TODAS as categorias de base como administração oficial do Mixto, assim como é feito nos grandes clubes brasileiros. Chega de terceirizar o Mixto!

Fonte: Fábio Ramirez/Redação Mixto Net

VEJA ABAIXO A NOTA OFICIAL DO MIXTO:

Desde o início de 2010 o Mixto segue um grande projeto de futebol. O desafio lançado foi de chegar até 2014 ocupando uma vaga na Série B. Dentro deste projeto o clube absorveu as categorias de base a partir da sub-16, que são o legado Alvinegro.

Os investimentos recebidos por meio dos patrocinadores são direcionados primeiro a categoria profissional. Desde maio deste ano, os esforços também foram direcionados a base, que recebeu um Centro de Treinamento próprio no Campo do Milionário e está em fase de estruturação.

A coordenação do projeto da base de atletas 94/93/92 é realizada por Gerson Lopes, que tem como objetivo montar uma equipe forte e competitiva. O grupo de jogadores juvenis viaja no próximo dia 22 para disputar a Copa Sul-Americana em Catalão (Goiás). “Inclusive já realizamos o pagamento das inscrições”, comentou Lopes.

O ônibus personalizado é exclusivo do time profissional. No entanto, pode ser cedido como empréstimo à categoria de base. “Ainda não conversamos com a diretoria para ver a possibilidade do empréstimo. Mas caso o profissional esteja utilizando, alugaremos um ônibus para levar os garotos e a comissão técnica”, concluiu o coordenador.

A marca 'Mixto'
O futebol feminino, a equipe Master, o futsal feminino e masculino e as demais categorias de base que antecedem os anos 94/93/92, usam o nome e a marca do clube. No entanto, eles não integram a entidade Mixto Esporte Clube. Além de serem auto-sustentáveis financeiramente.

O Mixto e a Associação dos Amantes do Futebol e Amigos do Mixto (Afam) realizam esporadicamente doações a estas equipes. O clube também auxilia na divulgação de eventos, a fim de apoiar os projetos.

Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Mixto EC
10/07/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado por torcedores. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: contato@mixtonet.com

8 comentários:

  1. Esta nota é só para defender e justificar a presença do Gérson "come e dorme" Lopes. A diretoria do Mixto com esta nota oficial, assina seu próprio atestado de burrice e incompetência. O MIXTO deve ser UM SÓ. Não tem esta de cada um usar sua MARCA individualmente, e muitas das vezes denegrindo a história do clube, pois já houveram casos, onde estes "exploradores" pediam patrocínio em nome do clube mas faziam uso próprio dos recursos, o que leva o CLUBE ao descrédito da sociedade. As pessoas que estão à frente do Mixto, principalmente seu laranjado presidente, estão brincando com a cara e a paciência da torcida. Sabemos que tudo é por causa de um projeto político, mas tomem cuidado, porque eleições não são ganhas na véspera. É repugnante ler um artigo como este. Acreditávamos que os nossos ditos "gestores", tivessem mais compromisso e responsabilidade com o Mixto. Só fachada não adianta gente. Queremos ações concretas e duradouras, que tragam futuro ao nosso amado Tigre.

    ResponderExcluir
  2. thiago henrique10 julho, 2010 11:46

    A assessoria do Mixto esta muito mal informada, no futsal existe uma nomeação para o Diretor como sendo representante do mixto e o mesmo ocorre no futebol feminino. Uma vez que eles representam o mixto em competições oficiais. O que acontece é que as pessoas que estão no escritorio do mixto não entendem nada de esporte. Foi uma pessima escolha o que a AFAM fez. é só procurar o pardal presidente do mixto e confirmar se ele não nomeou essas pessoas para dirigir as categorias mencionadas no mixto.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. carlos do boa esperança10 julho, 2010 19:12

    parabéns thiago vc podia trabalhar no lugar de fabinho e gerson lopes, eles estao ai para ganhar dinheiro enm cima do mixto,o pardal nomeaçaõ do diretor de futsal sr. ARLEY como representante LEGAL Do mixto e foi feito um convenio com MIXTO E ESCOLA TECNICA FEDERAL , para realização de treinos para o futsal. O PARDAL ESTA LÁ PARA ASSINAR O CONVENIO, FOI TUDO GRAVADO SBT E CENTRO AMERICA ESTA LÁ ASSESSORIA NÃO SABE DE NADA. VAI APREDER MAIS O SEGNIFICA MKT.

    ResponderExcluir
  5. A Marca Mixto é uma só, nos torcedores torcemos para o Mixto Esporte Clube, mesmo que for no jogo de xadrez é Mixto em qualquer modalidade, portanto pare de burrice, não tem como separar esta marca.

    ResponderExcluir
  6. O Mixto precisa urgente de uma boa (eu disse boa) assessoria de marketing. Achar que um radialista e uma jornalista novata vão dar conta disto é brincar com a marca do clube. Basta ver a nota absolutamente ingênua que mais prejudica do que beneficia a imagem do clube. Já bastou a era amadora do ex-presidente, mas ele pelo menos tinha a desculpa de trabalhar sem patrocínio, sem dinheiro e isolado. Agora, com os patrocinadores atuais, contratar "profissionais" que querem cargo, mas não dão conta do recado, é simplesmente prejudicar o clube todo. Não é por acaso que o site da torcida seja melhor, muito melhor, do que o site oficial. Desta nota pode-se analisar duas coisas: 1) A diretoria do Mixto peca em deixar que usem a marca do clube, se este uso não está atrelado à política do próprio clube. Afinal, quem é que tem emprego ou pega patrocínio aqui e ali usando a marca Mixto? Abrir mão da marca, patrimônio maior do clube, é um absurdo. Talvez Pardal não tenha maturidade para perceber isto, mas por isso mesmo precisa uma assessoria de marketing para evitar que isto aconteça. 2) A quem interessa que o Mixto desvincule sua marca de outros esportes? Só quem estiver fora do clube, mas quer usar a marca para ganhar dinheiro ou justificar um emprego aqui e ali. Que Cuiabá seja infestada de picaretas é fato, mas que queiram agir usando a marca do Mixto, isto não. PARDAL, AS CRÍTICAS AQUI SÃO PARA AJUDAR. ACREDITAMOS NO SEU TRABALHO, PARABÉNS PELO EMPENHO, MAS VAMOS DISCUTIR PARA CRESCER. O MIXTO É IMPORTANTE DEMAIS NO FUTEBOL BRASILEIRO, E NÃO APENAS DE MATO GROSSO.

    ResponderExcluir
  7. eu jogo no mixto sub 15 e acho que não deveria tirar os meninos de la deixa os meninos pq vc não vai la só para ver os meninos jogar não vai dar nada vc só ir la ver .

    ResponderExcluir
  8. ajude os meninos la

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!