quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Pardal se reúne hoje com o técnico Barbieri, em pauta contratações

1
Com a reapresentação do técnico Luiz Carlos Barbieri na tarde de ontem, o presidente do Mixto, Márcio Pardal, se reúne hoje com o treinador para definir sobre a contratação de reforços para a disputa da Copa Mato Grosso. Do elenco que foi eliminado do Brasileirão da Série D, quatro atletas já deixaram o clube. O último a rescindir contrato foi o lateral-esquerdo Fabinho. Antes dele, já haviam ido embora o atacante Patrick, o meia Verona e o goleiro Laênio, que se transferiu para o Luverdense.

Para o dirigente, é a comissão técnica é quem irá optar pela chegada de mais reforços. O zagueiro Eduardo Luís, um dos mais regulares do atual grupo, não deve deixar mais o Mixto. "Ele (Eduardo) deve ficar", disse o dirigente, descartando uma possível transferência do defensor para outro clube.

SALÁRIOS
A boa notícia ao elenco de jogadores foi o pagamento da metade do salário referente ao mês de agosto. A promessa da diretoria da Afam é que outra parte será quitada ainda esta semana antes da estreia da equipe na Copinha diante do rival Operário. Já o mês de setembro será quitado na próxima semana.

"Até a próxima semana iremos regularizar a situação dos dois meses de salários atrasados. A promessa é que um dos nossos patrocinadores irá nos repassar o dinheiro na semana que vem. Assim que for feito, pagaremos todo mundo", disse Pardal.

DIRETOR DE FUTEBOL
Com carta branca da Afam, Márcio Pardal jogou para a próxima semana a definição do novo diretor de futebol do clube. Segundo ele, há dois nomes para serem analisados por ele. O primeiro da lista é do ex-jogador Elzo Coelho, que já desenvolveu esta mesma função no Alvinegro em 2004. Outro que parece cotado para o cargo é Macena com boas passagens no Marília (SP), União de Rondonópolis e Grêmio de Jaciara.

O presidente alvinegro negou que Elzo leva uma pequena vantagem sobre Macena na sua preferência por ter já trabalhado no clube. "A questão que deve pesar é contato, salário e a disposição de um dos dois a assumir esta função no Mixto. Não há favoritismo de nenhuma parte", ressaltou.

A definição do diretor de futebol se faz necessário para elaboração do planejamento do Mixto para a próxima temporada. No momento, o Alvinegro da Vargas só disputará o Estadual.

Fonte: Luiz Esmael/A Gazeta
20/10/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

Um comentário:

  1. Zezinho do Araés20 outubro, 2010 09:17

    Este repórter da Gazeta não dá uma dentro: em 2004 o Elzo era treinador e não diretor. Esta função era do Francisco Vigorito. Este sim seria um bom nome para o Tigre.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!