sábado, 18 de dezembro de 2010

Eder Moraes revela que pretende acabar com a Afam, mas garante 100 mil/mês

0
Criada em 2009 por um grupo de políticos e empresários, como José Riva, Dorileo Leal, Eder Moraes e Mauro Mendes, com o aval do próprio ex-governador Blairo Maggi, a Associação dos Amantes do Futebol e dos Amigos do Mixto Esporte Clube (Afam) está cada vez mais perto do fim. Depois de um investimento estimado em 2 milhões de reais (embora a entidade alegue que foram cerca de 5), o ‘projeto’ acumulou uma série de fracassos e passou a ser questionado por setores diversos. Agora, Eder Moraes revela que pretende acabar com a Afam.
Solenidade de lançamento oficial da Afam
Escolhido para presidir a Associação desde sua criação, Eder foi aos poucos se isolando no cargo e assumindo para si toda a responsabilidade de gestão do projeto, desde a arrecadação de recursos até a contratação de jogadores. Nesta sexta-feira à noite, disse que após quitar os débitos ainda existentes com o elenco e a comissão técnica deste ano (três meses de salários atrasados) vai extinguir a Afam.

Afirmou estar muito “decepcionado com alguns parceiros e funcionários”, sem citar nomes, revelou que até sua conta pessoal tentaram bloquear em função de dívidas trabalhistas anteriores a atual gestão e disse considerar que o projeto não deu certo por detalhes que se resumem ao desempenho em campo. “Toda estrutura foi dada”, lembra.

Embora planeje acabar com a Associação, reafirmou que vai manter o compromisso de levantar R$ 100 mil por mês durante o Campeonato Estadual de 2011. “Este é um compromisso pessoal, que vou cumprir”, assegurou.

OBS: A matéria completa com Eder Moraes será publicada na edição deste domingo do jornal A Gazeta.

Fonte: Davi Cézar/Craques do Rádio
18/12/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!