quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Possibilidades de Orlando Craici aceitar presidir o Mixto levou ao adiamento da eleição

6
Parecia até time grande, tamanha foi a presença de público ontem no Aecim Tocantins, para prestigiar as eleições do Mixto. Até a torcida Boca Suja esteve em peso na festa. Antes da eleição do Conselho Deliberativo, a AFAM, através de Vivaldo Lopes, prestou contas do biênio 2009/10. Pasmem aqueles que não sabiam disso. O Mixto gastou quase 3 milhões de reais, nas montagens dos times de Marcelo Villar à Cavalo. Incluidos aí, reformas do CT e pagamento de dívidas trabalhistas. Menos mal, que Vivaldo confirmou a continuidade da AFAM para 2011.

Depois das esplanações de Vivaldo, Zé Luiz Paes de Barros (Presidente do Conselho) colocou em voatação a eleição do novo Conselho. Depois das negativas do próprio Zé Luiz para continuar, e de Armindo Pardal, o ex-técnico Hélio Machado foi aclamado como novo presidente, com uma condicional; quer ter poder de decisão e não aceita ser "vaca de presépio" como ele próprio afirmou. Marcio Pardal será o seu vice, e vários torcedores, indicados por Gatão, farão parte do Conselho.
Hélio Machado foi eleito o novo presidente do Conselho Deliberativo e fez um discurso propondo mudança radical no modo de conduzir o Tigre
Eram quase 22h00, e novo Conselho empossado estava prestes a realizar a nova eleição. Porém, Zé Luiz Paes de Barros propôs o adiamento da dita, alegando de que Orlando Craici tinha ligado, pedindo um prazo para pensar. A noticia surtiu um efeito "moral" em eventuais pretensos candidatos, dentre eles Reginaldo Amorim. Como não houve chapa apresentada, era tudo que o grupo da AFAM queria.

Nenhum presidente foi eleito e a eleição, efetivamente, deve acontecer na segunda-feira às 19h30. Mesmo tendo sido eleito presidente do Conselho, Hélio Machado fez discurso "intencional" de querer ser o presidente de fato e de direito.

Fonte: Orlando Antunes/Futebol Press - Foto: Assessoria Mixto EC
09/12/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

6 comentários:

  1. Com o auditório da Agecopa lotado, inclusive com a presença de pelo menos 50 torcedores, o Mixto adiou a escolha de sua nova diretoria. A eleição marcada para a noite de quarta-feira não passou de um balão de ensaio. Pretensos candidatos, como Reginaldo Amorim, compareceram a assembléia geral, mas não se pronunciaram. Desta maneira, Márcio Pardal permanece no cargo, até que o seu substituto seja escolhido pelo novo conselho.

    Com meia hora de atraso, a noite começou com uma prestação de contas, feita por Vivaldo Lopes, representando a Afam. Braço direito do presidente da Afam, Éder Moraes, Vivaldo relacionou os recursos investidos no Mixto. Ele tentou explicar como o Mixto gastou R$ 1,5 milhão, contratando jogadores como Finazzi, Alex Dias, Perdigão, Adriano Gabirú, e os técnicos Marcelo Villar, Roberto Cavalo e Luis Carlos Barbieri, e como foi rebaixado para a Série D do Brasileiro, onde não se classificou, dando adeus ao sonho da ascensão.

    Depois, o ex-técnico e conselheiro do Mixto Esporte Clube, Hélio Machado, assumiu a presidência do novo Conselho Deliberativo do Mixto, tendo como vice-presidente o empresário e até então presidente Márcio Pardal.

    Por volta das 21h 30, Paes de Barros surpreendeu. Alegando que "conversou com o ex-presidente Orlando Craici", o presidente da assembléia geral decidiu encerrar a reunião sem realizar a eleição, sem no entanto apresentar uma justificativa plausível. Craici, havia dito esta semana que não assumiria o clube "de jeito nenhum", em mesmo sem falar abertamente, não escondia sua decepção. Assim, a eleição deve ocorrer dia 13, próxima segunda, agora pelo novo Conselho.

    Riva -Deputado estadual mais votado de Mato Grosso, ex-presidente da Assembléia Legislativa, autor da Lei Estadual que destinou recursos para os clubes profissionais e fundador da Afam -que bancou Mixto e Operário nesta temporada, José Riva sequer foi comunicado sobre a eleição do Mixto. Riva dizia estar surpreso com a notícia. "Ninguém me falou nada. há tempos nem sou procurado por eles (Afam e Mixto)", lamentou. Questionado sobre o pleito, Riva disse que defende a manutenção da Afam, para captar recursos, mas preferiu não mencionar nomes de prováveis candidatos a presidência do clube.

    Fonte: Oliveira Júnior/A Gazeta

    ResponderExcluir
  2. Ficou para segunda-feira no auditório do Aecin Tocantins a eleição para se conhecer o novo presidente do Mixto EC. Agora que foi definido o novo Conselho, resta eleger ou buscar um consenso entre os interessados, e aí agregar em prol de fortalecer a marca Mixto EC, que se encontra enfraquecido no momento.

    Entre quem está a fim estão: Fabinho, Reginaldo Amorim, Gatão (esses estavam na reunião de quarta à noite), mas pode agora aparecer nomes diferentes entre eles o do empresário Ramed, que é mixtense roxo e já demonstrou interesse.

    De uma coisa temos certeza, vai aparecer gente nova na reunião de segunda-feira no auditório do Aecin Tocantins.

    Outro nome cogitado foi do ex-presidente Orlando Craici. Segundo José Luiz ele teria ligado no seu celular na manhã de quarta e manifestou algum grau de interesse, mas deixou claro que sua intenção é buscar uma composição para o bem do Mixto EC.

    Fonte: Futebol Regional

    ResponderExcluir
  3. Gastaram quase 3milhões ? kkkkkkkk dinheiro foi para o ralo, aliás, para bolso de alguem, muito dinheiro para um clube tamanho do Mixto, AÍ VOCES ACREDITARAM NA PRESTAÇÃO DE CONTA DO VIVALDO??

    ResponderExcluir
  4. Será que se der Orlando novamente ele vai conseguir comprar e vender o CT do Mixto tambem?

    ResponderExcluir
  5. Pessoal ninguem quer pegar o clube para presidir essa é uma realidade frutos da atual DIRETORIA, pois com certeza o nome do Mixto ja esta e vai ser queimado por muitos , pois nem o tecnico e muitos jogadores não receberam ,quem vai vir jogar no Mixto é triste essa realidade uma cidade como Cuiaba, que cresce e se desenvolve, mas no futebol é uma NEGAÇÃO, não conseguem nada, mas só é visto de forma negativa como chacota , pois com certeza o que deveria ser feito é PAGAR todos os JOGADORES e a comissão TECNICA, para começar um time sem grandes contratações e fazer as coisas com responsabilidade , coisa que os DIRIGENTES CUIABANOS não tem e não sabem pois só querem se beneficiar com interesses futuros, ou então faça como o DOM BOSCO parem tudo é menos feio é mais honrroso fazer assim , pois com certeza os times do interior parecem estar mais organizados do que os times da CAPITAL , isso é uma VERGONHA. CESAR MIXTENSE

    ResponderExcluir
  6. isso tudo acontecendo e os jogadores e comissao tecnica e funcionarios do clube com 3 meses de salarios atrasados e é chegado o natal e ninguem fala qdo vao pagar ..isso é uma vergonha pra mato grosso,honrren pelo menos o que foi combinado seu eder e vivaldo,,aqui se faz a qui se paga!

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!