terça-feira, 30 de janeiro de 2024

Para participar de premiação da FMF, Mixto reajusta valores de ingressos e encerra meia-entrada para mulheres

3

Promoção de ingressos para o gênero feminino reforçava a importância da mulher na história do Mixto


O Mixto anunciou um ajuste nos preços dos ingressos para o confronto contra o Academia, agendado para esta quarta-feira (31) às 19h no Estádio Dutrinha. Os novos valores estipulados para as entradas são de R$ 30 para a inteira e R$ 15 para a meia-entrada.


Concomitantemente, o clube encerrou uma prática já estabelecida e simbólica, a promoção que oferecia meia-entrada para mulheres. Essa iniciativa tinha como objetivo valorizar o público feminino e incentivar a presença delas nos estádios, reforçando a importância da mulher na história do Mixto.


No jogo anterior do Mixto como mandante, empate com o Luverdense na Arena Pantanal, as entradas foram comercializadas por R$ 20 a inteira, R$ 10 a meia-entrada e R$ 10 para as mulheres.


De acordo com a assessoria do Alvinegro, a decisão foi motivada pela necessidade de cumprir as diretrizes da premiação promovida pela Federação Mato-grossense de Futebol (FMF). A entidade premiará com R$ 100 mil o clube que obtiver a maior média de público nos jogos.


— Neste Campeonato Mato-grossense de 2024, o time que levar mais torcedores para o estádio ganhará R$ 100 mil. Vem pro estádio! —, publicou a assessoria nas redes sociais do Tigre. 


As bilheterias do Dutrinha estarão abertas a partir das 17h.



Confira o regulamento da premiação da FMF


Fonte: MixtoNet

Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

3 comentários:

  1. https://www.uol.com.br/esporte/futebol/colunas/marcel-rizzo/2022/05/25/federacoes-dependecia-do-subsidio-da-cbf.htm

    ResponderExcluir
  2. https://www.otempo.com.br/sports/futebol/de-olho-em-sucessao-cbf-aumentou-salarios-de-cartolas-em-ate-975-1.2626512

    ResponderExcluir
  3. Nicácio Jd. Imperial30 janeiro, 2024 11:04

    O inciso II não é completamente contraditório como o inciso III? Aumentar o valor de ingresso não é discriminatório contra pessoas de baixa renda e de forma velada não é uma forma de discriminação da própria federação, cujo presidente é dono do Cuiabá, de dificultar a presença dos torcedores dos outros clubes aos estádios? Pois é sabido que torcedores de clubes de massa como Operário, Mixto, União são de baixa renda, clubes que nem tem socio torcedor, e que o interesse do Cuiabá hoje é mostrar que tem mais torcida que os clubes antigos, não é nem pelos míseros cem mil reais que para o Cuiabá não faz diferença alguma.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!