terça-feira, 19 de março de 2024

Diretoria do Mixto lista alguns erros da arbitragem na temporada.

1

Foto: Olimpio Vasconcelos/Mixto EC


O Alvinegro foi prejudicado em lances capitais em pelo menos quatro oportunidades durante o estadual, segundo a diretoria.


Fonte da reportagem: novomixto.com


O pênalti não marcado diante do União de Rondonópolis no jogo de ida da semifinal do Campeonato Mato-grossense foi decisivo e tirou do Mixto a possibilidade de levar um melhor resultado para o jogo de volta. Esse erro é o quarto em lances capitais que o Mixto julga ter sido prejudicado.

O erro mais “grotesco”, que não depende de interpretação, foi cometido na partida entre Mixto e União, válida pela 8ª rodada do Mato-grossense. O árbitro Rodrigo da Fonseca deu cartão amarelo ao volante Serginho, alegando que o atleta provocou os adversários com xingamentos e causou tumulto em campo, todavia, as imagens evidenciaram o equivoco cometido por ele. Logo depois, ainda no primeiro tempo, o volante mixtense recebeu o segundo cartão e foi expulso.

No mesmo confronto, minutos antes da expulsão ele não marcou pênalti em falta cometida pelo lateral-direito Camargo em Odail Jr. O lance atendeu todos os critérios do árbitro em outras faltas, mas essa não foi marcada.

Não satisfeito com os erros sequenciais cometidos na partida, no segundo tempo do confronto, Rodrigo faz a anotação do segundo cartão amarelo e consequentemente o vermelho ao lateral Camargo, do União, mas surpreendentemente, após pressão do banco adversário, junto ao quarto árbitro e da assistente Fernanda Kruger, Rodrigo voltou atrás da decisão tomada em campo, anulando a expulsão.

O Mixto foi prejudicado em outros dois duelos no estadual, com dois pênaltis não marcados por Luiz Paulo de Moura Pinheiro. No confronto de ida das quartas de final entre Mixto e Operário, no estádio Dutrinha, o atacante Lorran dividiu a bola com o goleiro Fernando, sendo atingido na perna pelo atleta adversário dentro da área, porém, nada foi marcado.

Já na primeira partida da semifinal, entre Mixto e União, na Arena Pantanal, mais uma vez Luiz Paulo cometeu um erro claro ao não marcar a penalidade ao Mixto. O atacante do Tigre Guilherme Teixeira teve a camisa puxada dentro da área pelo lateral Índio. Lance que o impediu de finalizar.

Tendo em vista evidentes erros cometidos ao longo dos jogos do Mato-grossense, o clube quer apenas isenção e clareza nas decisões da arbitragem. O confronto contra o União vale vaga na final do Campeonato Mato-grossense, feito que o Mixto busca repetir há 11 anos.

Veja lista de erros capitais contra o Mixto:

8ª rodada – Mixto x União (cartão amarelo em Serginho mal aplicado)
8ª rodada – Mixto x União (pênalti no Odail Jr não marcado)
Quartas de final (ida) – Mixto x Operário (pênalti não marcado em Lorran)
Semifinal (ida) – Mixto x União (pênalti não marcado no Teixeira)



Author Image
Publicado por: LUCAS SERRA SARMAZI

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado por torcedores. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: contato@mixtonet.com

Um comentário:

  1. Por que os árbitros da FMF agora não fazem um manifesto contra os colegas que apitam mal e prejudicam a categoria toda? Ou a comissão de arbitragem virou uma sociedade secreta com normas próprias a serviço de ambições escusas?

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!