sábado, 20 de março de 2010

Mixto pode contratar o zagueiro Diego Barros (ex Remo, Barueri e Mixto)

0
Diego Barros, zagueiro que foi afastado do futebol por problemas cardiológicos em 2009, pode voltar para o Mixto. Diego chega na segunda-feira.

Entrevista ao site futebolmt

Em conversa com nossa redação perguntamos:
- futebolmt: Diego Barros, não foi você que quando saiu do Mixto colocou o clube na justiça, e agora está voltando é?
- Diego Barros: Não tem nada haver, no processo recebi o que eu tinha direito.
- futebolmt: E sobre seu problema Cardíaco?
- Diego Barros: Na época dos exames que me afastaram do futebol, segundo o médico, tive provavelmente uma virose forte, o que alterou meus batimentos. Mas atualmente meus exames não apresentam mais arritimias, aliás, desde o final de 2009.

Diego barros estará segunda-feira em Cuiabá e passará por uma bateria de exames e daí cabe ao Mixto decidir por assinar o contrato

Zagueiro Diego Barros

Entenda o Caso

Deu no GloboEsporte.com em 17/02/2009 a exatos 1 ano e dois meses uma manchete que assustou muita gente: Diego Barros é afastado do futebol.

Diego, depois de fazer sucesso no Remo, antes já tinha defendido o Mixto onde para receber teve que botar o “alvinegro” no pau, estava sendo afastado do futebol e deixara a diretoria do Barueri clube que defendia na época na maior tristeza.

A matéria dizia: Com problemas cardíacos, o atleta vai aguardar um tempo para saber se poderá voltar a jogar futebol. Durante as avaliações iniciais do departamento médico, foi detectada alteração nos exames de Diego Barros. Ele foi submetido ao ecodoplercardiograma, que não mostrou alterações significativas, e ao teste ergométrico, sendo evidenciada arritmia leve durante o repouso que desaparecia após esforço durante o exame. Diante dessa situação, o médico solicitou o Holter, que mostrou as mesmas arritmias, porém ainda sem diagnóstico definido. Assim que foram evidenciadas tais alterações, o atleta foi afastado de qualquer atividade física. 

Foi solicitada uma ressonância magnética cardíaca, que é o exame “padrão ouro” nestes casos, buscando-se detectar alguma alteração, e o laudo da ressonância mostrou displasia arritmogênica de ventrículo direito. É um mal congênito de origem provavelmente familiar, que pode levar a arritmias graves, aumentando o risco de morte súbita. 

O atleta, por conta disto, permanecerá afastado de atividades físicas pelo prazo mínimo de seis meses, quando deverá fazer novos exames e reavaliação. Porém, é indefinido o fato se poderá exercer atividade desportiva competitiva novamente. Entretanto, o atleta fará acompanhamento cardiológico periódico a fim de analisar a evolução da doença.

Diário do Pará
Em entrevista ao Diário do Pará Diego Barros aproveitou para confirmar que os últimos exames realizados por ele não acusaram mais arritmias.

fonte: Futebol MT
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado por torcedores. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: contato@mixtonet.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!