sexta-feira, 28 de maio de 2010

Rumo ao título da Copa Gazeta, Mixto Master negocia com Edilson Capetinha e André Cruz

0
Antes mesmo da definição dos finalistas da 17ª Copa Gazeta de Futebol Master -Troféu radialista William Gomes -, o Mixto já começa a se articular nos bastidores visando a decisão do título deste ano. Demonstrando confiança na classificação do time, o diretor da categoria, o desportista Rosenil Luiz, afirmou que o clássico decisivo diante do Operário neste domingo pela terceira e última rodada da fase classificatória servirá como base para a contratação de dois reforços de peso.

"Quero sentir como o time irá se comportar no jogo contra o Operário. Como estou prevendo uma final com eles (operarianos), o jogo de domingo nos dirá quem podemos trazer para a decisão do dia 6 de junho. Se for no ataque, traremos um especialista de renome. Se for o setor defensivo, virá um homem de marcação. O que posso dizer que o Mixto não medirá esforços para conquistar o título de campeão deste ano", afirmou Luiz.

O dirigente alvinegro parece não temer concorrência e revelou que vem conversando com o atacante Edílson "Capetinha", ex-Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Vasco da Gama e ainda em atividade jogando no Bahia e com o zagueiro André Cruz, ex-Internacional, Flamengo e seleção brasileira.

No caso do atacante baiano, Rosenil Luiz disse que deixou a negociação nas mãos do tetracampeão mundial pela seleção, o atacante Viola, amigo pessoal de Edílson. Na visão do diretor, a contratação é viável, pois alguns patrocinadores já sinalizaram à ajuda financeira para fechar o negócio. Dentre os colaboradores do Mixto na Copa Gazeta de Master, inclusive na vinda de Viola, estão o Café Brasileiro e a Churrascaria Zebu, ambos localizados na região do Coxipó.

"O Viola está bastante otimista quanto a chance do Edílson aceitar a disputar a Copa Gazeta de Master. A negociação, na verdade, está sendo aberta agora. Mas pelo fato de já contarmos no time com o Viola e com Elias acaba pensando bastante na hora do Edílson dar a palavra final. Eles jogaram juntos no Corinthians e são muito amigos. Nesta seara, a questão financeira não fica em primeiro plano", frisou Rosenil.

Já com André Cruz a conversação ainda está tímida. Mas a tendência é fortalecer a partir do momento em que o time alvinegro estiver garantido na final do maior torneio do gênero no futebol brasileiro.

Para seguir na competição, o Mixto precisa de um simples empate para assegurar uma das duas vagas à final. Já uma vitória, além da classificação, dará o direito do time treinado por César Tucano a jogar pela vantagem do empate na decisão.

O alvinegro só não se classifica se o Dom Bosco golear o Sinop por cinco gols de diferença e ao mesmo tempo ser derrotado pelo Operário no jogo de fundo da rodada decisiva deste domingo, dia 30, no estádio Dutrinha.

Já o Tricolor várzea-grandense fica de fora da final com resultado negativo para o arquirival e o Sinop também golear o Azulão da Colina Iluminada. Mas os times de maiores torcidas em Mato Grosso prometem não vacilar na rodada decisiva, apesar de negar com veemência qualquer possibilidade de haver "jogo de comprade".

O técnico do Operário, Aílton Azambuja, se mostra bastante confiante após goleada de seu time sobre o Sinop. Segundo ele, com força máxima, o Tricolor várzea-grandense é praticamente "imbatível" na Copa Gazeta. "Quando o meu time decide jogar aí não tem ninguém que segura", afirmou.

Fonte: Luiz Esmael/A Gazeta
28/05/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado por torcedores. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: contato@mixtonet.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!