segunda-feira, 25 de outubro de 2010

"Este árbitro simplesmente estragou o jogo". Barbieri reclama da arbitragem no clássico

3
Técnico Barbieri. Foto: Otmar de Oliveira (arquivo)
O técnico Luiz Carlos Barbieri elogiou a equipe após o término do jogo entre Mixto e Operário neste domingo em Cuiabá. “Gostei do grupo, teve movimentação e disputa de bola. Digno de um clássico”. As críticas foram focadas na arbitragem. “Este árbitro simplesmente estragou o jogo. Não teve pulso nem personalidade”, afirmou.

Barbieri também comentou a falta de profissionalismo do adversário. “Fomos atacados com chutes e pontapés o tempo todo. Além de todas as dificuldades que o time já teve, o pouco tempo, ainda tivemos que sofrer com as agressões”, lamentou.

Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Mixto EC
25/10/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

3 comentários:

  1. JOGAR CONTRA AMADORZAO É ASSIM MESMO BARBIERI, VAI SE ACOSTUMANDO....

    ResponderExcluir
  2. veja ae se esse jogador participou contra o mixto,,toda diretoria corre pra ver o bid,,a nossa deve ser difeVaga do América na Série C nas mãos do STJD
    Brasileiro
    23.10.2010 - 17:50 - Amazonas

    A alegria dos torcedores amazonenses pode chegar ao fim. Isso porque a diretoria do Joinville entrou com ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva pedindo a desclassificação do América-AM da Série D do Campeonato Brasileiro por suposta escalação irregular do jogador Marcos Vinicius Pereira de Oliveira, o Amaral. Caso o STJD dê ganho de causa para o Joinville, o Mequinha perde a vaga na Série C.

    De acordo com a reclamação do time catarinense, Amaral teria jogado as duas partidas contra o Joinville sem estar devidamente inscrito junto à Confederação Brasileira de Futebol. Os times se enfrentaram pelas quartas-de-final da Série D e o América conseguiu a classificação tanto para a semifinal da competição quanto para a Série C do campeonato nacional.

    A presidenta do time amazonense, Bruna Parente, não quis conversar com a imprensa local, mas falou a repórteres do Zero Hora que a inscrição do jogador foi encaminhada no mês de junho à Federação Amazonense de Futebol (FAF) e que o erro pode ter acontecido lá.

    Inscrição no BID

    Segundo a diretoria do “Diabo”, o zagueiro assinou contrato com o América em junho de 2010. Esse contrato foi encaminhado à FAF, mas o registro do atleta foi gerado no BID apenas no dia 15 de outubro. Esse registro é o que dá condições de jogo ao atleta.

    O prazo de inscrições no BID era até o dia 3 de setembro. O primeiro jogo do América contra o Joinville foi dia 10 de outubro, em Manaus. A segunda partida foi dia 17, em Joinville.

    Nesses casos, a equipe pode perder pontos por cada partida em que o atleta atuou.

    O assessor jurídico do Joinville, Roberto Pugliese Jr, afirma que no sistema mata-mata a equipe é eliminada do campeonato. No entanto, o advogado do América-RJ, Oswaldo Cestário Filho, diz que o time catarinense está fora do prazo para reclamar.

    Espera-se que a CBF anuncie a decisão na segunda-feira. Dessa forma, o América ainda joga normalmente amanhã, contra o Madureira-RJ, em Guaratinguetá.

    Comissão técnica não sabia
    O técnico Sérgio Duarte afirma que a comissão técnica não sabia que o jogador não estava inscrito no BID. Ainda segundo Duarte, a comissão teria pedido demissão porque a diretoria do clube teria vetado Amaral, mas o liberaram depois sem explicar o motivo do veto

    rente,,vejam ae

    ResponderExcluir
  3. América perde e fica distante de final
    Série D
    24.10.2010 - 19:12 - Amazonas

    Jogando diante de um público de 57 pagantes, o América foi derrotado neste domingo pelo Madureira-RJ por 2 a 1, no estádio Dario Leite Rodrigues, pelo jogo de ida da semifinal da Série D do Campeonato Brasileiro.

    Como estádio Roberto Simonsen não possui capacidade para 10 mil torcedores, o América passou por uma semana de indefinição. Primeiramente o jogo foi marcado para Santarém, mas depois passou Juiz de Fora-MG e, por último, para a cidade paulista de Guaratinguetá.

    O América começou o jogo pressionando e logo aos cinco minutos abriu o placar. Num chute de fora da área de Cleiton Amaral, o morrinho artilheiro tirou o goleiro Jefferson da jogada, que só foi buscar a bola no fundo das redes.

    O Madureira melhorou no jogo e conseguiu chegar ao empate aos 25 minutos. Maciel arriscou de fora da área, o goleiro Naylson deu rebote no pé de Serginho, que fuzilou a bola para o fundo das redes.

    O Madureira melhorou no jogo e no final do primeiro tempo quase virou a partida. Após cruzamento na área, o atacante Maciel apareceu livre e testou com força. Mas, o goleiro Naylson fez uma linda defesa e salvou os amazonenses.

    Bem morno!

    A partida caiu muito de ritmo no segundo tempo. Os dois times estavam cansados com o sol forte e com a sequência de jogos, por isso, ninguém produzia nada.

    Mas, no final do jogo, o Madureira teve um pouco mais de força e conseguiu fazer o gol da vitória. Antes, Caio Cezar soltou uma bomba de fora da área e a bola saiu tirando tinta da trave.

    Mas, aos 40 minutos, Rodrigo viu o lateral Valdir passar nas costas da zaga e lançou. O jogador teve calma, viu o goleiro Naylson cair num canto e bateu rasteiro, no outro, fazendo o gol da vitória carioca.

    Com o resultado, o América precisa de uma vitória por dois gols para avançar à decisão da Série D. Já o Madureira pode até perder por um gol que poderá chegar à final.

    As duas equipes volta a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 17 horas, no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita-RJ.

    Ficha técnica
    América 1 x 2 Madureira-RJ
    Local: Estádio Dario Leite Rodrigues, em Guaratinguetá
    Público: 57 pagantes
    Renda: R$ 405,00
    Árbitro: Raphael Claus-SP
    Assistentes: Vicente Romano Neto-SP e Alberto Poletto Masseira-SP
    Cartões amarelos: Valdir e Douglas (Madureira); Diogo e Fofão (América-AM)
    Gols: Cleiton Amaral aos 5'/1T (América-AM); Serginho aos 25'/1T e Valdir aos 40'/2T (Madureira)
    América
    Naylson; Catatau, Bigu, Santiago (Rozemiro) e Rondinelli; Fofão, Diogo (Carlinhos), Cleiton Amaral e Luiz Carlos; Felipe (Edinho) e Claison. Técnico: Sérgio Duarte.
    Madureira-RJ
    Jefferson; Artur, Pessanha e Douglas Assis; Valdir, Vinicius, Rodrigo, Alex (Caio Cezar) e Baiano; Serginho (Obina) e Maciel (Dudu). Técnico: Antônio Carlos Roy.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!