terça-feira, 30 de novembro de 2010

"Tivemos o melhor resultado de MT no cenário nacional" Celso Nunes fala sobre as Tigresas

3
A equipe feminina do Mixto disputa o terceiro lugar da Copa do Brasil de Futebol Feminino nesta quarta-feira contra o São Francisco da BA (partida de ida), no estádio Dutrinha às 16h. A partida de volta está marcada para o próximo domingo, em São Francisco do Conde (BA).

Lance do jogo Mixto e Duque no Dutrinha
Nas semifinais as Tigresas perderam as duas partidas para o Duque de Caxias (RJ), a primeira em casa pelo placar de 5 a 1, e no jogo da volta, disputado no Rio de Janeiro, o placar foi de 5 a 0.

Apesar do revés elástico nesta fase, o treinador da equipe Celso Nunes, julgou como, muito positiva a atuação das meninas no torneio. “Tivemos o melhor resultado de Mato Grosso no cenário nacional. Foi uma surpresa e serve de motivação para prosseguirmos o projeto”, disse. “Além disso, nas semifinais nosso time estava muito jovem, com apenas três atletas acima de 18 anos”, completou.

De acordo com o treinador, o nível das três equipes que chegaram às semifinais - Duque de Caxias (RJ), Foz do Iguaçu (PR) e São Francisco (SP) – é muito alto, já que os clubes são profissionais e as atletas vivem somente do futebol.

Outro problema encontrado foi o abandono de três jogadores titulares do Mixto na partida de volta das semifinais, que preferiram atuar pelos Jogos Abertos Matogrossenses. “A Piqui, Aline Bossa e Geane ficaram desmotivadas com o placar do primeiro jogo e nos abandonaram. Por mim, elas não irão disputar o terceiro lugar”, frisou Nunes.

Segundo o treinador, algumas atletas já receberam sondagens de outras equipes. “Isso é muito bom, pois podemos revelar talentos”, finalizou.

Fonte: Robson Boamorte/Folha do Estado - Foto: Tchélo Figueiredo
30/11/2010
Author Image
Publicado por: Fábio Ramirez

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

3 comentários:

  1. Pena que falta investimento no nosso futebol, seja feminino seja masculino, ainda somos muito amador e pelo andar da carroagem vamos continuar assim por muito tempo ainda. O clube do Mixto, no que diz respeito a sua diretoria estão longe de levar a sério e se tornar profissional, só politicagem

    ResponderExcluir
  2. O futebol feminino tem uma cota de patrocinio de R$ 60.000,00 da copagaz o que foi feito desse dinheiro? Infelizmente o futebol feminino nos deu muitas despesas na CBF, tipo atraso na entrada em campo tudo isso gerou despesa. Precisamos mudar tambem no futsal, não dá para treinar e ser dirigente ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  3. Em se falando de Mixto não da para fazer nada certo, isto é a verdade, os caras querem só ganhar dinheiro, seja futsal, futebol feminino e principalmente no "profissional" (amador) masculino, quanto menas pessoal sobra mais dinheiro, repartir pra que? Só pilantragem no Mixto, ISSO TEM QUE MUDAR

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!