Dívidas com a União seguem sendo abatidas

0

Presidente diz que débitos atualizados são em torno de R$ 400 mil quando descontadas ações ajuizadas. Timemania já pagou mais de R$ 300 mil

Advogado e empresário Vinicius Falcão
Vinícius Falcão (A Gazeta)

Após divulgação da matéria que classifica o Mixto como o maior devedor do futebol mato-grossense, o presidente do Alvinegro, Vinícius Falcão, questionou os números apresentados. 


O presidente ficou surpreso com a reportagem e afirmou que o Mixto não foi ouvido para esclarecimentos. Disse desconhecer a fonte das dívidas colocadas e explicou que os números atualizados não correspondem o valor publicado no texto. 


Segundo a reportagem do site Capital Notícia, essa dívida seria de R$ 1.014.546,82 e os dados seriam da Procuradoria-Geral de Fazenda Nacional (PGFN), referentes apenas a débitos tributários, previdenciários, multas trabalhistas e FGTS. No entanto, Vinícius explica que os números reais, quando descontados o que está ajuizado, são outros:


"O débito é bem menor quando descontadas as ações que estão ajuizadas, de prestação de contas, ações de repetição de indébito tributário, de compensação e dedução do que já foi pago. O valor real de INSS e FGTS vai ficar em torno de R$ 400 mil."


A dívida do Tigre está sendo gradualmente quitada. Principalmente, com os recursos oriundos da Timemania, mas, também, de premiações como as recebidas pela classificação na Copa do Brasil de 2019:


"Em torno de R$ 600 mil já foram pagos e não abatidos. O INSS e acessórios são quitados nos processos individuais dos reclamantes trabalhistas. Temos uma ação de prestação de contas que somente de FGTS, tem mais de R$ 300 mil pagos só pela Timemania, de quando as dívidas eram debitadas automaticamente pela Caixa Economica Federal."

Nenhum comentário:

Postar um comentário