quinta-feira, 14 de abril de 2022

Equipe que enfrentará o Mixto na estreia treina desde janeiro com elenco de fora

1

Paulistano muda a sua sede para Nortelândia

Lenilson Freire com padre que cedeu espaço para o clube em Nortelândia (Foto: Jornal A Gazeta)


O Mixto estreia no próximo da 23 (um sábado) contra o Paulistano Futebol Clube, no Mato-grossense da Série B. O jogo está marcado para às 16 horas no Estádio Presidente Dutra e deve receber um grande público, afinal, marca a volta do alvinegro cuiabano aos gramados - agora sob a gestão do empresário Dorileo Leal e o ex-senador Antero Paes de Barros - contra um dos clubes mais antigos de Cuiabá; ou melhor, agora de Nortelândia.


Clube refundado e tenta reivindicar legado do extinto e tradicional Paulistano-MT


Apesar de ter sido fundado em 11 de novembro de 1925, na Capital, conquistado o título de campeão mato-grossense em 1943, bem antes do profissionalismo, o clube mudou-se para a cidade do interior, a 254 Km, no Médio Norte, cuja população é de 6 mil habitantes, segundo o IBGE.


À frente do clube está o técnico Lenilson Freire, com experiência em pequenos clubes do interior paulista, como o União Mogi, da Série A-3 (Terceira Divisão), Associação Desportiva Guarulhos e Santarritense, na B1 de 2004. Lenilson trabalha com uma estrutura familiar, afinal os dois filhos sãos seus auxiliares.


“Viemos para Nortelândia por uma questão de Logística, aqui encontramos toda a estrutura que precisamos, como campo de treinamento e alojamento. A Prefeitura não nos ajuda em nada, mas temos um CT que conseguimos com a Diocese de Diamantino, e encontramos tranquilidade”, justificou, tentando explicar a mudança de sede.


Segundo Lenilson o plantel está em pré-temporada desde o dia 10 de janeiro e pronto para enfrentar o Mixto. “Após 72 anos vamos reviver o ‘Clássico dos Clássicos’, afinal Mixto e Paulistano foi o grande clássico da época”, disse o treinador, numa alusão à rivalidade criada entre os dois clubes na fase inicial de seus confrontos.


Sem revelar nomes, Lenilson disse apenas que a base do elenco é formada por jogadores de outros estados. “Nesse momento não vamos divulgar nomes, estamos trabalhando o plantel”, despistou.


Ex-presidente do Mixto na gerência


Freire ainda revelou a presença de um ex-presidente do Mixto em sua diretoria. “O Alex Freire, meu filho, é meu auxiliar, o gerente é o Walter Hudson (ex-presidente do Mixto) e o Adriano Freire, meu outro filho é o treinador de goleiros”, revelou.


Por fim, após muita insistência, o treinador revelou dois jogadores do grupo, um deles com um apelido bem peculiar.


“O nosso centroavante é o Alex, conhecido como ‘Boi Bandido’, que veio do Paraná e o outro atacante é o Pedro Vitor (ex-Nova Mutum), um jovem atacante, foi artilheiro no sub-19”, disse.


Indagado sobre a estreia contra o Mixto, Lenilson Freire disse que espera um grande jogo e sequer falou em favoritismo.


“Pela tradição espero um grande jogo, tudo é possível, espero uma grande estreia com um grande público”, finalizou.


Como o clube é o mandante do jogo, pela tabela divulgada pela FMF, todas as providências relacionadas à partida devem ser tomadas pelo Paulistano, o que inclui venda de ingressos, segurança, bares, ambulância e outras.


Fonte: Oliveira Júnior/Jornal A Gazeta full-width

Author Image
Publicado por: MixtoNet

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

Um comentário:

  1. Que este Paulistano dê conta de administrar a realização da partida e com urgência.

    ResponderExcluir