sábado, 26 de novembro de 2022

Após apresentar técnico, Mixto confirma pacote de reforços para disputa do Mato-grossense 2023

2


 Depois de apresentar o técnico Wilson Júnior, ex-goleiro do Corinthians, que assume o Mixto para a temporada 2023, a diretoria alvinegra irá anunciar um pacotão de reforços para a disputa do Campeonato Mato-grossense.


A revelação dos atletas será na próxima segunda-feira (28), a partir das 8 horas, no Dutrinha. O elenco também iniciará a preparação física para o retorno do maior campeão estadual à elite de Mato Grosso, após duas temporadas na divisão de acesso.


Do time que conquistou o título da Segunda Divisão, quatro jogadores tiveram suas renovações concretizadas e serão os remanescentes para o ano que vem. São eles o volante Juliano, os meias Igor Vieira e Rogério e os atacantes Michael e Luan Viana.


Segundo a diretoria, mais de uma dezena de novos jogadores vão encorpar o elenco na próxima semana.


Para intermediar as contratações, o Tigre da Vargas trouxe o gerente de futebol Jadson Oliveira, que estava trabalhando como técnico do Murici-AL e teve curta passagem como gerente do Cuiabá, no início da temporada 2018.


A estreia do Mixto no Mato-grossense será contra o atual bicampeão Cuiabá, dia 21 ou 22 de janeiro, provavelmente no Dutrinha. 

Fonte Pedro Lima site olhar esportivo

Author Image
Publicado por: Evandro Moreira

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

2 comentários:

  1. Estou preocupado com esse pacote de jogadores que vamos receber. Torço muito que forme um time competitivo. Faz muito tempo que o Mixto não protagoniza no estadual. Chega de passar vergonha. Tem que vir com tudo esse ano pra buscar o título estadual e as vagas para o Brasileiro e Copa do Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Direção do Mixto errou neste ano dando 30 dias de férias para o elenco só porque ganhou a frágil Segunda Divisão. Já estamos no final de novembro, em menos de um mês já tem Natal e Ano Novo. O Estadual começa no final de janeiro, num calendário que vai ter que seguir o calendário dos torneios nacionais da CBF. Sendo claro, torneio curto e que exige preparo físico, ainda mais pela característica de jogo de arranque, correria e corpo a corpo brusco típicos do estadual. Jogador interessado em festa de fim de ano, e que mamãe e esposa ficam fazendo pressão para curtir os festejos com muita bebida e comida (tem família que estraga carreira de jogador), não serve para torneio oficial em janeiro. Notaram a falta de condicionamento físico de alguns dos jogadores que ficaram para a Copa FMF, fora os que visivelmente ganharam peso e estavam lentos em campo.

    ResponderExcluir