quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Mixto é punido em R$ 10 mil e jogará dois jogos sem torcida

1

 

Torcida do Mixto foi punida em dois jogos (Foto: Reprodução)

O Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso (TJD-MT) multou o Mixto em R$ 10 mil e decidiu que o time jogará sem a presença de torcida nos dois próximos jogos que atuar como mandante em qualquer competição da Federação Mato-grossense de Futebol.

A sentença foi dada em julgamento, no início da noite desta terça-feira (27), e proferida pelo Dr. Luiz da Penha. Entre as duas punições, os jogos com os portões fechados foi decidido de forma unânime, enquanto o montante de R$ 10 mil pela maioria.

A punição do time alvinegro começar a valer já no próximo dia 2 de março, quando recebe o Operário-VG, pela jogo de ida das quartas de final do Campeonato Mato-grossense, às 17h30, no estádio Dutrinha.
O julgamento foi realizado acerca do episódio em que uma bomba foi arremessada no campo em duelo contra o Cuiabá, na quinta rodada da competição estadual, no estádio Dutrinha.

O artefato foi jogado no palco esportivo após o segundo gol do Dourado, aos 25 minutos da segunda etapa, de acordo com a súmula a árbitro Luiz Paulo de Moura.

O clube foi julgado com base nos artigos 175 e 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), além do artigo 79 do Regulamento Geral de Competições (RGC) da CBF.

As penas esperadas são: multa de R$ 100 a 100 mil e perda de até dez mandos de campo, que podem ser transferido para portões fechados.

A decisão será publicada em menos de 24 horas após a decisão. No momento, cabe ao clube alvinegro fazer avaliação e decidir se vai apresentar recurso voluntário ao Tribunal Pleno do TJD-MT.

Author Image
Publicado por: Lucas Luna

O MixtoNet é um portal mixtense independente, impulsionado pela torcida. Encontrou algum erro, tem sugestão de matéria? Envie para nós: mixto@mixtonet.com

Um comentário:

  1. Primeiro aspecto a ser comentado: o camisa 97 do Cuiabá, no primeiro gol, faz o gesto de "banana" para a torcida do Mixto, praticamente em frente onde se concentra a organizada mixtense. No segundo gol, o mesmo número 97, comemorando sozinho, faz outro gesto provocativo, abrindo os braços de frente para a torcida do Mixto. Também no segundo gol, Izidro Pita (9), Bruno Alves (34), Deiverson e outros três vão comemorar fazendo brincadeiras bem em frente à torcida do Mixto. Deiverson, especificamente, se dirige em direção à comissão técnica do Mixto. Pelo menos no vídeo da TV FMF, o narrador Lacerda Cintra e o comentarista Pedro Lima ignoram ou fazem de conta que não viram (pior ainda) estes gestos provocativos. Qualquer profissional minimante qualificado em segurança (da polícia, dos bombeiros) sabe muito bem o potencial que estas provocações têm em desencadear comportamentos não previstos. Se O TJD for uma instância de pessoas bem formadas e bem intencionadas, saberá, a partir destas imagens da FMF TV (mas também das outras TVS) que no mínimo quem tem que tomar sofrer alguma penalização e receber multa é o Cuiabá Esporte Clube, com destaque para os jogadores que aparecem no vídeo fazendo as gesticulações provocativas. No dia anterior, o jogador Deiverson, do Cuiabá, já havia feito uma declaração jocosa e desrespeitosa com o Mixto e sua torcida, e com anuência de parte da imprensa local, que, de modo irresponsável, viu uma simples brincadeira do jogador profissional. Caso isto não se resolva em âmbito estadual, é encaminhar para instâncias superiores. A Justiça Desportiva, blindada que seja diante da Justiça comum, não pode é se achar acima. Para isto tem outras instâncias, as quais podem ser acionadas e mesmo às quais encaminhar denúncias, que em Mato Grosso são caladas. OAB Nacional, Ligas de Futebol, Fenaj. É da divisa de Barra do Garças para fora.

    ResponderExcluir

Atenção: identifique-se, comentários anônimos serão excluídos!